##issue.vol## 17, ##issue.no## 2 (2014)

DOI: http://dx.doi.org/10.18224/educ.v17i2


##issue.coverPage.altText##
Hermes Lima* foi jurista, político, professor, ensaísta, jornalista e memorialista.
Nascido na Bahia, formou-se na Faculdade de Direito da Bahia, em 1924, e foi eleito neste mesmo ano deputado estadual. Em 1926 mudou-se para São Paulo, onde lecionou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. Em 1935 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde ocupa o cargo de Diretor da Faculdade Nacional de Direito (FND), da Universidade do Brasil (atual UFRJ). Em novembro de 1935, a ANL deflagrou um movimento armado em Natal, Recife e Rio de Janeiro, logo sufocado pelas forças governistas. Na onda repressiva que se seguiu à insurreição, Hermes Lima foi afastado da Faculdade de Direito, tendo permanecido preso durante 13 meses. Em 1945 participou da fundação da União Democrática Nacional (UDN), elegendo-se Deputado Constituinte pelo antigo Distrito Federal. Em 1947 participou da fundação do Partido Socialista Brasileiro, indo em 1953 para o Partido Trabalhista Brasileiro.
Com a crise deflagrada pela renúncia de Jânio Quadros, foi instituído o Regime Parlamentarista. O presidente Jango nomeou Hermes Lima primeiro-ministro, cargo que ocupou de 18 de setembro de 1962 a 24 de janeiro de 1963, quando o plebiscito destinado à escolha do regime determinou a volta ao presidencialismo. Foi ministro das Relações Exteriores cumulativamente com o cargo de primeiro-ministro, continuando na pasta quando João Goulart assumiu o governo presidencialista. Em junho deste ano é nomeado para o Supremo Tribunal Federal. Foi eleito para a Academia Brasileira de Letras em dezembro de 1968, ocupando a cadeira 7, e em janeiro de 1969 foi aposentado do Supremo Tribunal Federal pelo Ato Institucional nº 6).
Hermes Lima deixou as seguintes obras: Introdução à ciência do Direito (1933), Problemas do nosso tempo (1935), Tobias Barreto, a época e o homem (1939), Notas à vida brasileira (1945), Variações críticas sobre o nacionalismo (1958), Travessia (memórias, 1974), Anísio Teixeira, estadista da educação (1978), dentre outras.
---------------------------------------
* As informações contidas nesta síntese biográfica foram extraídas de fontes disponíveis em:
http://educacao.uol.com.br/biografias/hermes-lima.jhtm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hermes_Lima