AS MULHERES DO QUILOMBO LAGOA DA PEDRA E A DANÇA RODA DE SÃO GONÇALO

Marizeth Ferreira de Farias, Maria Zeneide Carneiro Magalhães de Almeida

##article.abstract##


Resumo: o artigo traz as memórias de mulheres quilombolas do Estado brasileiro do Tocantins, que guardam as tradições ancestrais de várias gerações de ex-escravos que viveram nessa região. Ao longo das suas trajetórias de vida, elas têm contribuído para perpetuação da
cultura e dos costumes que lhes foram transmitidos pela tradição oral, conservando assim os ritos, os festejos, as danças: Roda de São Gonçalo, as crenças, os saberes, as práticas e os valores
que herdaram de suas gerações de avós, de suas mães, e cuidam também de transmiti-las às outras gerações femininas que residem no Quilombo Lagoa da Pedra. Por isso, este estudo tem como objetivos principais contribuir para a constituição do campo do conhecimento sobre a memória e a religiosidade e reconstruir as histórias de vida e o protagonismo das mulheres do Quilombo. Para este trabalho, têm-se realizado entrevistas orais, filmagens, pesquisas em arquivos públicos e particulares e em estudos de outros pesquisadores que já realizaram e/ou vêm os realizando sobre Lagoa da Pedra, para reconstituição de suas memórias. Dessa forma, a ênfase temática, aqui, privilegia a Roda de São Gonçalo não apenas como uma dança, mas como um complexo de ações que sobrevivem, principalmente, pela resistência das mulheres quilombolas, que mantêm vivas suas tradições. Estas tradições são incorporadas às da sociedade e às da comunidade local. Suas comemorações e seus ritos tornaram-se uma referência da região
para seus eventos que têm despertado o interesse de pesquisadores, de historiadores, de curiosos e dos meios de comunicação de diferentes estados brasileiros.
Palavras-chave: Cultura. Memória. Mulheres quilombolas. Religiosidade.

##reader.fullText##

PDF

##comments.commentsOnArticle##

  • Thanks ##comments.oneReply##
    ##comments.authenticated## (2018-04-05)
##comments.viewAllComments##


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura |ISSN 1983-7828 | Qualis B3