ESTUDOS COLONIAIS E GLOBALIZAÇÃO: FLUXOS, FRICÇÕES E CONFLUÊNCIAS

Marianne Sallum

##article.abstract##


Resumo: o presente ensaio tem por finalidade discutir a complexa teia de relações estabelecida entre grupos humanos, no contexto específico dos estudos coloniais de nossa contemporaneidade, considerando as dinâmicas de fluxos, fricções e confluências. Estas, observadas a partir da perspectiva antropológica, suscitam questionamentos fundamentais à pesquisa científica latino-americana, tendo em vista os desafios e possibilidades que emergem no contexto da globalização.
Palavras-chave: Estudos coloniais. Fluxos. Confluências. Globalização. América-latina.

##reader.fullText##

PDF

##comments.commentsOnArticle##

##comments.viewAllComments##


HABITUS | Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | ISSN 1983-7798 | Qualis B3