???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/1137
Tipo do documento: Dissertação
Título: AS EXPERIÊNCIAS ESTÉTICAS DA CRIANÇA: UM ESTUDO A PARTIR DO HABITUS DO PROFESSOR E DO TRABALHO COM A ARTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL.
Autor: Santos, Luciana Paiva dos 
Primeiro orientador: Siqueira, Romilson Martins
Primeiro membro da banca: Cavalcante, Cláudia Valente
Segundo membro da banca: Coutinho, ângela Maria Scalabrin
Resumo: O presente trabalho, inscrito na linha de pesquisa Educação, Sociedade e Cultura, tem como objeto de estudo as experiências estéticas das crianças em sua relação com o habitus do professor. Portanto, procura elucidar o problema de pesquisa a partir da seguinte questão central: em que medida as experiências estéticas das crianças, no campo da arte, vem sendo constituídas em suas relações com as práticas culturais e o habitus do professor? De modo geral, objetiva-se compreender a relação entre o habitus do professor e as experiências estéticas da criança no campo da arte na Educação Infantil. Parte-se do pressuposto de que a arte, como categoria histórica e social, está intrínseca no processo de humanização do homem e esta pesquisa defende a ideia de que a arte deve ser compreendida como uma possibilidade de construção do conhecimento numa perspectiva capaz de trazer sentidos e significados para o conhecimento produzido pelas crianças, ao contrário de submetê-las a cópias e repetições, num sentido instrumentalizado e reificado. Essa reflexão conduz a outro questionamento sobre o que se considera experiência que, desde a Educação Infantil, é por muitas vezes resultado de um empobrecimento da educação estética, da limitação do olhar da criança à uma concepção de arte reprodutiva de técnicas, voltada a valorização de obras de arte consagradas legitimadas pela sociedade. A experiência estética então, se converte à aceitação de um determinado gosto distinto, ditado por um grupo social específico. Diante desse quadro apresentado, como não pensar em que tipo de experiência estética vem sendo constituída? Como as trajetórias, experiências e vivências culturais desse professor reverbera nas experiências estéticas da criança? De acordo com critérios preestabelecidos, buscou-se ouvir as professoras das instituições de Educação Infantil pesquisadas com o objetivo de conhecer suas práticas de cultura e compreender a constituição do habitus a partir de suas trajetórias de vida. Para alcançar os objetivos definidos neste trabalho, procedeu-se as análises das entrevistas e as observações das ações educativas em arte à luz da matriz teórica do Materialismo Histórico Dialético, que se baseia nas discussões da produção humana e seus nexos constitutivos na história, no movimento, nas contradições de classe e na ação-atividade humana. Outrossim, o referencial teórico que norteou este trabalho dialoga numa perspectiva interdisciplinar, sendo ancorado nos estudos de Kant (1788); Schiller (1995); Vásquez (1999); Clifford Geertz (1989); Raymond Williams (2000); Bourdieu (2007; 2008); Benjamin (1987; 1994); Fischer (1983). De forma geral, os capítulos que compõem a dissertação discorreram sobre temáticas que, articuladas e situadas no contexto humano histórico, social e cultural, dão tessitura ao tema proposto. As discussões dos capítulos estão assim tematizadas: Arte, Cultura e Infância, Práticas Culturais e o Habitus do Professor, e a Relação Adulto e Criança na Ação Educativa com a arte. Em relação aos resultados da pesquisa, foram destacados os seguintes aspectos: carências de uma formação cultural e específica sobre a arte e suas dimensões; fragilidade de uma matriz curricular que discuta a arte como campo de conhecimento; e a ampliação dos referenciais culturais e a mudança de habitus dos professores.
Abstract: This work, inscribed in the line of research Education, Society and Culture, has as object of study the aesthetic experiences of children in their relationship with the teacher habitus. Therefore, seeks to elucidate the research problem from the following central question: to what extent aesthetic experiences of children in the field of art, has been incorporated in its relations with the cultural practices and the teachers habitus? Overall, the objective is to understand the relationship between the teachers habitus and aesthetic experiences of children in the field of art in the early childhood education. It starts from the assumption that art, as a historical and social category, is intrinsic in man`s humanization process and this research supports the idea that art should be understood as a possibility of construction of knowledge in a critical perspective able to bring sense and meaning to the knowledge produced by the children. Unlike submit it to copies and replications, in instrumental and reified. This reflection leads to another question about what counts as aesthetic experience from kindergarten, that experience is many times the result of an impoverishment so aesthetic education, limiting the look of the child to a conception of reproductive art techniques, aimed at enhancement on established masterpieces legitimized by society. The aesthetic experience then becomes the acceptance of a certain distinct taste dictated by a specific social group. In this board view, how not to think what kind aesthetic experience has been made? As the trajectories, experiences and cultural experiences the teacher reverberates in aesthetic experiences of the child? According to established criteria, sought to hear the teachers of education institutions surveyed in order to know their cultural practices and understand the constitution of the habitus from their life trajectories. To achieve the objectives defined in this work, we proceeded to the theoretical framework of historical and dialectical materialism, which is based on discussions of human production and its constituent links in history, movement, the class contradictions and action-human activity. Furthermore, the theoretical framework that guides this work from Kant studies (1788); Schiller (1995); Vasquez (1999); Clifford Geertz (1989); Raymond Williams (2000); Bourdieu (2007; 2008); Benjamin (1987;1994); Fischer (1983). Overall, the chapters of the dissertation spoke about issues that, articulated and located in the historic human context, social and cultural fabric give the proposed theme. The discussions of the chapters are as themed: Art, Culture and Childhood, Cultural Practices and the Habitus of the Teacher, and the Adult and Child Relationship in the Educational Action with art. Regarding the results of the research, the following aspects were highlighted: needs a cultural and specific training on the art and its dimensions; fragility of a curriculum that discusses art as a field of knowledge; and the expansion of cultural references and the change of habitus teachers.
Palavras-chave: Arte
Experiência Estética
Criança
Habitus Docente
Art
Aesthetic Experience
Child
Habitus Teacher
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Educação
Citação: SANTOS, Luciana Paiva dos. AS EXPERIÊNCIAS ESTÉTICAS DA CRIANÇA: UM ESTUDO A PARTIR DO HABITUS DO PROFESSOR E DO TRABALHO COM A ARTE NA EDUCAÇÃO INFANTIL.. 2015. 241 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIÂNIA, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1137
Data de defesa: 29-Jun-2015
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luciana Paiva dos Santos.pdf1,58 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.