???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/1212
Tipo do documento: Dissertação
Título: AS HISTÓRIAS DE VIDA NA FORMAÇÃO DOCENTE UNIVERSITÁRIA
Autor: Gondim, Gizelle Honorato Pinheiro 
Primeiro orientador: Baldino, José Maria
Primeiro membro da banca: Domingues, José Luiz
Segundo membro da banca: Zanata, Beatriz Aparecida
Resumo: Este estudo denominado de As histórias de vida na formação docente universitária objetivou problematizar o complexo processo de formação do professor universitário no Brasil. Apesar de comportar entendimentos diversos, quanto às exigências de formação, bastante aquém das discussões e políticas históricas de formação docente para todos os níveis e modalidades de ensino, o professor universitário, no Brasil, acaba formando-se na prática. Os estudos de Vicente Benedito (1995) e Cunha (2007) apontam para o exercício da autoformação docente. A educação superior brasileira abrange, na atualidade, quase três mil instituições de ensino superior, sendo que mais de 90% estão organizadas sob o modelo isolado e não universitário, absorvendo milhares de docentes. A formação continua ainda sendo um assunto que não mereceu em âmbito da legislação um tratamento específico, a não ser a própria emergência da Pós Graduação stricto sensu, que nasceu orientada para tal objetivo. Tal afirmação pode ser comprovada ao analisar todas as versões contemporâneas das minutas do projeto de reforma universitária dirigido pelo Ministério da Educação, e, mesmo no atual projeto em lenta tramitação no Congresso Nacional: não há uma linha referente às exigências e normalização da formação docente universitária. Genericamente, nos espaços universitários mais reconhecidos, concebe-se e exige-se que o professor universitário seja o docente, pesquisador egresso dos programas de stricto senso, primordialmente doutorados. Mas a realidade é outra: segundo os censos da educação superior coordenados pelo MEC/INEP, o número de professores que só tem o nível de graduação ou mesmo uma especialização lato sensu é grande e preocupante. Fica evidente, então, por conseqüência, que se formam no cotidiano das mediações entre a vida trabalho sobrevivência. Optamos por conhecer esse processo a partir das histórias de vidas de professores convidados (sem vínculo permanente) da Universidade Católica de Goiás. O recorte metodológico de pesquisa qualitativa com olhar fenomenológico demarca uma possibilidade de apropriação intelectual desta realidade. Quatorze profissionais, de mais de cinqüenta que convidamos, foram entrevistados nesta investigação, cujas histórias de vida na sua subjetividade e singularidade que ensejam, demarcam um determinado horizonte profissional. Alguns achados a pesquisa proporcionou-nos tais como conhecer os processos de formação, as dificuldades encontradas pelo professor universitário na referida instituição, processo seletivo público inexistente, com contratações realizadas através de indicações de professores conhecidos ou parentes, a falta de prática e experiência docente com um público universitário, falta de acompanhamento por parte da coordenação pedagógica, carga horária pequena e sem atividade complementar à docência, baixos salários e instabilidade profissional. Através das narrativas desses professores, pode-se perceber a forte influência das histórias de vida em seu perfil profissional. Tornou-se presente a autoformação, prática docente e escolha profissional derivadas da imitação e identificação com outros professores ou familiares.
Abstract: The current study, named Stories of life in the University Teaching Staff Formation, aims at the comprehension of the complex process of formation of the university teacher in Brazil. In spite of holding diverse ways of understanding related to formation, very different from historic discussions and policy of formation of all levels and areas of teaching, the university teacher ends up graduating in the practice. According to Vicente Benedito (1995) and Cunha (2007) whose studies point out the exercise of teaching self-formation, to a system that covers almost three thousand institutions of higher education, considering that over 90% of the organizations follow the isolated model and not the university one, this way gathering thousands of teachers, not representing a general agreement basis, though. Generically, in the most commonly known places, the university teacher is understood to be the professional, the researcher, and egress from the stricto senso programs, primordially with doctorate s degree. But if the censures of higher education coordinated by MEC/INEP are added to that sum, the number of teachers that have got only the graduation level or even a latu sensu degree is significant and working. However, they are graduating in the everyday life of mediations, among the triad lifework- survival . We opted to get to know those processes based on the story of the teaching career of guest teachers in Univesidade Católica de Goiás. The methodology record of qualitative research with a phenomenological view demarcates an early appropriation of this reality that gives comfort and requires more time, studies and problematic situations. The explanatory empiric basis of our investigation was composed of fourteen subjects, whose life stories in the subjectivity and singularity that they provide, demarcate a determined professional horizon. Our research provided us with means to recognize the processes of formation, as well as the difficulties faced by the university teacher in the institution referred. A kind of selective process in which teachers are employed according to indication of other teachers with whom they are acquainted, or even the influence of relatives, the lack of practice and experience in teaching to a public of university education, the lack of support from the pedagogic coordination, with low workload and without teaching complementary activities, low salaries, professional instability. Though the narratives made by the teachers in question, we can notice the strong influence of their life stories over their professional profile. Made present is to form, practice teacher professional choice to derive from imitation and identification other teachers and family ties.
Palavras-chave: Professor Universitário
Formação de Professores
Histórias de Vida
Teachers
Educators Universities
Stories of life
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Educação
Citação: GONDIM, Gizelle Honorato Pinheiro. AS HISTÓRIAS DE VIDA NA FORMAÇÃO DOCENTE UNIVERSITÁRIA. 2008. 94 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIÂNIA, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1212
Data de defesa: 24-Sep-2008
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gizelle Honorato Pinheiro Gondim.pdf488,93 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.