???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/1775
Tipo do documento: Tese
Título: Equivalência de estímulos e aquisição do conceito de proporção: efeito de instruções programadas, manipulação de material concreto e treino de composição
Autor: Santos, Antonio Carlos Godinho dos 
Primeiro orientador: Simonassi, Lorismário Ernesto
Primeiro membro da banca: Heck, Elisa Tavares Sanabio
Segundo membro da banca: Coelho, Cristiano
Terceiro membro da banca: Neves, Sônia Maria Mello
Quarto membro da banca: Ribeiro, Michela Rodrigues
Resumo: A literatura aponta que crianças de final do sexto ano do ensino fundamental demonstram dificuldade para resolver problemas fracionários que exigem o conceito de proporção. A análise do comportamento dispõe de técnicas e procedimentos eficientes para formar classes de estímulos que dão origem a conceitos. Contudo, poucos trabalhos sobre formação de conceitos embasados nessa perspectiva foram realizados no campo da matemática. O objetivo do presente estudo foi investigar o efeito do treino de relações condicionais entre: estímulos fracionários pictóricos (conjunto A) e numéricos (conjunto B) e, entre estímulos fracionários numéricos (conjunto B) e numéricos (conjunto C), ambos realizados por meio do procedimento de pareamento com o modelo a partir do paradigma de equivalência de estímulos sobre a formação de classes de equivalência com estímulos fracionários, tendo sido avaliada também a generalização da resposta a novas situações e a expansão das classes formadas após o treino entre os membros do conjunto A e um novo conjunto de estímulos numéricos (D). Foram conduzidos três experimentos com um total de 90 crianças matriculadas na rede estadual de ensino das cidades de Goiânia e Trindade, de ambos os sexos cujas idades variaram entre 11 e 14 anos. Os participantes, divididos em grupos experimentais e de controle, passaram inicialmente por uma avaliação do tipo lápis e papel sobre problemas fracionários (AI) expressos de forma absoluta e relativa. No primeiro experimento, um grupo foi exposto apenas ao treino com instruções programadas sobre a resolução de problemas fracionários (GIP), outro apenas ao treino de relações condicionais (GEQ) e um terceiro a ambos os treinos (GIPEQ). No experimento 2, um grupo manuseou material concreto apresentado em forma de fração (GMC), outro fez treino de relações condicionais entre estímulos fracionários (GEQ) e um terceiro passou pelo treino das duas condições (GMCEQ). No experimento 3, um grupo fez treino de relações condicionais com estímulos fracionários (GEQ), outro passou pelo treino de composição (cópia) de frações a partir de modelos apresentados visualmente mais o treino de relações condicionais (GEQTC) e a um terceiro grupo foi solicitado o relato das estratégias que eles adotaram para resolver os problemas durante os treinos e testes das relações condicionais(GEQR). Ao final dos procedimentos todos eles passaram por uma avaliação final (AF) idêntica à avaliação inicial (AI) aplicada no início do estudo. Os participantes controles fizeram apenas as avaliações inicial e final. Os resultados mostraram que os participantes demonstraram dificuldade para resolver problemas expressos na forma relativa. Em geral, todos os participantes dos grupos experimentais dos três experimentos formaram três classes de estímulos fracionários (ABC), mas não houve expansão dessas classes após o treino entre um de seus membros e um novo estímulo. Os maiores índices de generalização ocorreram no primeiro teste programado e decaíram na segunda avaliação. Apenas os participantes dos grupos experimentais apresentaram ganhos sistemáticos da AI para a AF, sendo que as maiores porcentagens de acertos para problemas com frações expressas de forma relativa ocorreram para os participantes do grupo GIPEQ.
Abstract: Literature points that children in sixth grade of Middle School show difficulty to solve fractional problems that demand the concept of proportion. Behavior analysis affords efficient techniques and procedures to form stimulus classes that originate concepts. Nevertheless, few production about concepts formation based on this perspective were achieved on Math field. The present study s goal is to investigate the effect of conditional relationship training between: fractional pictorial stimulus (group A) and numerical (group B) and, numerical (group B) and numerical (group C), both performed by means of the stimulus equivalence paradigm, concerning formation of equivalence classes with fractional stimulus, generalization of responses to new situations and the expansion of the formed classes after the training among members of group A and a new group of numerical stimulus (D). Three experiments were conducted with an amount of 90 children enrolled in State educational system in Goiania and Trindade cities, falling into both genres whose ages range from 11 to 14 years old. The participants, divided in experimental and control groups, were initially submitted to a pencil and paper evaluation about fractional problems (IE) expressed in absolute and relative way. In the first experiment, one group was exposed only to the training with programmed instructions about fractional problem resolutions (PIG), another one only to conditional relationship training (EQG) and a third one to both trainings (EQPIG). In experiment 2, one group handled concrete material presented in form of fraction (CMG), another one went through the training of the two conditions (CMGEQ). In experiment 3, one group trained conditional relationships with fractional stimulus (EQG), another one went through the training of compounding (copying) fractions from models visually presented and conditional relationship tests (EQCTG) and to a third group was asked the exposition of the strategies adopted to solve problems during the trainings and conditional relationship tests (GEQR). At the end of the procedures all of them went through a final evaluation (FE) identical to the initial evaluation (IE). The control participants took only the initial and final evaluations. The results show that participants presented difficulty to solve problems expressed in relative way. Generally, all the participants of the experimental groups of the three experiments formed three fractional stimulus classes (ABC), however there was no expansion of these classes after the training between one of its members and a new stimulus. The highest generalization indexes occurred in the first programmed test and decreased in the second evaluation. Only participants of experimental groups presented systematic gains from IE to FE, considering that the highest performances to problems with fractions occurred to participants in EQPIG group.
Palavras-chave: Equivalência de estímulos
equivalência de frações
conceito de proporção
resolução de problemas
formação de conceitos
Stimulus Equivalence
Fractions Equivalence
Proportion Concept
Problem Resolutions
Concepts Formation
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Stricto Sensu - Doutorado em Psicologia
Citação: SANTOS, Antonio Carlos Godinho dos. Equivalência de estímulos e aquisição do conceito de proporção: efeito de instruções programadas, manipulação de material concreto e treino de composição. 2010. 302 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1775
Data de defesa: 17-Dec-2010
Appears in Collections:Doutorado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Antonio Carlos Godinho dos Santos.pdf1,53 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.