???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/1779
Tipo do documento: Dissertação
Título: A PERCEPÇÃO DO PROCESSO DE MORRER DA PESSOA COM DOENÇA ONCOLÓGICA TERMINAL
Autor: Barreto, Sabrina de Souza Rodrigues 
Primeiro orientador: Costa Neto, Sebastião Benício da
Primeiro membro da banca: Miranda, Fábio Jesus
Segundo membro da banca: Gebrim, Virginia Sales
Terceiro membro da banca: Vandenberghe, Luc Marcel Adhemar
Resumo: O presente estudo pretendeu identificar, descrever e analisar a percepção do processo de morrer da pessoa em momento de vulnerabilidade; analisar variáveis de qualidade de vida da pessoa com doença oncológica terminal nas suas dimensões física, psicológica, funcional, social e espiritual e a configuração da sua rede de suporte social. Este estudo está organizado em uma introdução teórica e um capítulo de revisão da literatura, ambos baseados em material encontrado nas bases de dados: Portal de Periódico da Capes, Lilacs e SciELO-Brasil, sobretudo no período de 2000 a 2010, relacionando as palavras-chaves: câncer, qualidade de vida, cuidados paliativos, terminalidade, morte e finitude. Segue um segundo e último capítulo, em formato de artigo empírico, organizado segundo as diretrizes adotadas pela Revista Psicologia: Reflexão & Crítica. A referida revista segue as normas da APA (American Psychological Association). Trata-se de estudo de natureza exploratória e descritiva, com variáveis qualitativas, com amostra constituída por dez participantes, de ambos os sexos, com idade entre 19 e 84 anos, em situação de terminalidade decorrente de doença oncológica, submetidos a tratamento quimioterápico paliativo em um hospital especializado. Foram utilizados uma ficha de dados sociodemográficos e um roteiro de entrevista semiestruturada. Os resultados evidenciam que entre as dimensões mais positivas para compreender a qualidade de vida, encontram-se o aspecto físico e o acesso ao tratamento em um centro de saúde especializado. Para estabelecimento do bem estar e do processo de morrer, as dimensões físico e funcional são as mais comprometidas e as dimensões espiritual e social/familiar, as mais satisfatórias. Além disso, percebese que quanto maior a percepção de morte, mais intensa é também a necessidade de suporte social. Nesse momento, as angústias psicológicas tornaram-se mais frequentes, havendo maior busca pela espiritualidade. De modo geral, o participante transita da preocupação com aspectos funcionais aos psicológicos: busca compreender o próprio processo de morrer, minimizando a importância atribuída à questão da dependência de outras pessoas.
Abstract: This study aims to identify, describe and analyze the perception of the dying process of a person in a moment of vulnerability, to analyze variable quality of life of people with terminal cancer illness in their physical, psychological, functional, social, spiritual and configuration of your social support network. This study is organized in a theoretical introduction and a chapter reviewing the literature, both based on material found in the databases: Portal Capes, Lilacs and SciELO, Brazil, especially in the period 2000 to 2010, relating the keywords : cancer, quality of life, palliative care, terminally ill, death and finitude. Following, a second and final chapter in the form of an empirical article, organized according to the guidelines adopted by the Psychology Journal: Reflection & Critical. This journal follows the APA (American Psychological Association). This study is exploratory and descriptive, with qualitative variables, a sample consisting of ten individuals of both sexes, aged between 19 and 84 years, resulting in a state of terminal malignant disease undergoing palliative chemotherapy in a specialized hospital. We used a demographic data sheet and semi- structured interviews. The results show that among the more positive dimensions to understand the quality of life, are the physical aspect and access to treatment in a specialized health center. For establishment of the welfare and the dying process, the physical and functional dimensions are the most committed and spiritual dimensions and social / family, the most satisfactory. Moreover, we find that the higher the perception of death, the more intense is the need for social support. At this moment, the psychological distress became more frequent, with greater spiritual quest. In general, the participant moves from concern with the functional aspects to the psychological, seeks to understand the dying process itself, minimizing the importance attached to the issue of dependence on others.
Palavras-chave: morte
câncer
cuidados paliativos
suporte social
finitude
death
finitude
cancer
palliative care
social support
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Psicologia
Citação: BARRETO, Sabrina de Souza Rodrigues. A PERCEPÇÃO DO PROCESSO DE MORRER DA PESSOA COM DOENÇA ONCOLÓGICA TERMINAL. 2011. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIANIA, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1779
Data de defesa: 16-Feb-2011
Appears in Collections:Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sabrina de Souza Rodrigues Barreto.pdf587,81 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.