???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/1896
Tipo do documento: Dissertação
Título: O COMPORTAMENTO DO RECÉM-NASCIDO DIANTE A INFANTILIZAÇÃO DE VOZES FEMININAS
Título(s) alternativo(s): The Behavior of Newborn to Mohterese Female Voice
Autor: Vale, Ocania da Costa 
Primeiro orientador: Santee, Dwain Phillip
Primeiro membro da banca: Lyra, Maria da Conceição Diniz Pereira de
Segundo membro da banca: Zuliani, Luciana Martins
Resumo: Esta pesquisa pretendeu identificar os comportamentos do recém-nascido, indicadores de discriminação da infantilização da voz materna. Participaram deste estudo vinte recém-nascidos ouvintes normais, sendo sete do sexo feminino e treze do sexo masculino com idade média de 26h36min de vida, peso médio de 3,300 Kg e escore de Apgar 9 no primeiro e 10 no quinto minuto de vida. O experimento foi desenhado segundo o delineamento ABA múltiplo ou de reversão, alternando entre períodos de linhas de base e períodos de estimulação verbal. Os dados comportamentais foram obtidos por meio da observação direta usando o método de amostragem com intervalo de tempo. Os comportamentais registrados foram: Orientação, Atenção, Movimentos corporais, Choro, Vocalização e Sucção não-nutritiva. Neste estudo, a variação de Orientação, ao longo da sessão, sugere que a habituação ocorreu, em geral, diante da infantilização das vozes femininas, especialmente diante da voz materna. Os Movimentos corporais indicam a relação entre o estímulo percebido e a expectativa dos eventos sucessivos indicando o reconhecimento da infantilização da voz materna. A resposta do Choro indicou a tendência de discriminação da infantilização da voz materna e, também, apresentou uma singular relação com a conduta verbal da mãe durante a gestação. A ocorrência da Vocalização diante das vozes infantilizadas pode associar-se ao desenvolvimento do processamento emocional da linguagem. A produção de Sucção não-nutritiva demonstra a habilidade do recém-nascido de associar estímulos ambientais aos cuidados recebidos.
Abstract: This research intended to verify is the behavior of the newborn indicates recognition of motherese maternal. Subjects were twenty normal newborn babies (seven female and thirteen male) with average weight of 3,300Kg and Apgar score of nine on the first and fifth minutes of life. The experiment used a multiple ABA or reversion design, alternating between periods of base-line and periods of verbal stimulation. Behavioral data were obtained through direct observation using behavioral sampling with fixed time interval. Recorded behaviors were: Orientation, Attention, Body movements, Crying, Vocalization and Non-nutritional suction. In this study, the variation of Orientation, through out the session, suggests that habituation occurred for female Motherese in general, especially for the maternal voice. Body movements indicate relation between the stimulus and the expectation of successive events, indicating recognition of maternal motherese. Cry response indicates a tendency to discriminate the infantilization of the maternal voice and also hold a singular relation with maternal verbal behavior during gestation. The occurrence Vocalizations in response to motherese might be related to the development of the emotional processing the language. The occurrence of Non-nutritional suction demonstrates the ability of the newborn to associate environmental stimulus to the received cares.
Palavras-chave: Discriminação auditiva
recém-nascido
motherese
voz materna
voz feminina estranha
Auditory discrimination
newborn infant
motherese
maternal voice
non-family female voice
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Psicologia
Citação: VALE, Ocania da Costa. The Behavior of Newborn to Mohterese Female Voice. 2006. 77 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/1896
Data de defesa: 19-Jun-2006
Appears in Collections:Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ocania da Costa Vale.pdf452,38 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.