???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/2042
Tipo do documento: Dissertação
Título: AUTO-EFICÁCIA E COPING EM POLICIAIS MILITARES
Autor: Barcelos, Ana Tereza David Pires 
Primeiro orientador: Mendonça, Helenides
Primeiro membro da banca: Ferreira, Maria Cristina
Segundo membro da banca: Zanini, Daniela Sacramento
Terceiro membro da banca: Vandenberghe, Luc Marcel Adhemar
Resumo: O propósito desse estudo é conhecer as formas de enfrentamento a problemas (coping) que são mais utilizadas pelos policiais militares e qual é a influência que a crença de auto-eficácia exerce sobre a escolha e utilização de determinadas estratégias de coping. À guisa da importância de se relacionar a utilização de estratégias de coping à auto-eficácia, o levantamento na literatura demonstrou não haver estudos desenvolvidos no Brasil e no mundo acerca da crença de auto-eficácia com policiais militares. As novas exigências levaram à criação de modelos de gestão que afetam sobremaneira o desempenho eficaz dos colaboradores no trabalho. Nesse processo dinâmico, o conceito de auto-eficácia torna-se essencial na vida das organizações. Um dos principais estudos sobre essa temática citado na literatura é o de Bandura (1977), que parte do suposto de que a auto-eficácia está relacionada com as estratégias utilizadas pelo trabalhador para enfrentar situações estressoras. Os eventos considerados estressores desencadeiam diferentes formas de enfrentamento psicológico que podem estar relacionados diretamente à auto-eficácia no trabalho. O presente estudo concebe as estratégias de enfrentamento a problemas (coping) como variáveis individuais, representadas pelas diferentes maneiras com que as pessoas enfrentam as situações adversas no trabalho. Segundo Lazarus e Folkman (1984), os estudos psicológicos sobre coping apontam vertentes específicas: na primeira, o coping é concebido como um correlato aos mecanismos de defesa; na segunda, são destacados os determinantes cognitivos e situacionais dos comportamentos de coping, com ênfase tanto no processo de interação entre o indivíduo e o ambiente quanto em traços de personalidade. Nessa perspectiva, o presente estudo tem como objetivo verificar qual a influência que à auto-eficácia exerce sobre as estratégias de coping em policiais militares. Ao alcançar esse objetivo, este estudo possibilitará o aprimoramento do referencial teórico e metodológico acerca das estratégias de enfrentamento a eventos estressantes, o aprimoramento do referencial teórico e metodológico acerca das crenças de auto-eficácia, e a busca de uma compreensão do quanto a influência da autoefic ácia sobre as estratégias de coping no trabalho.
Abstract: The purpose of this study is to learn ways of coping with problems (coping) that are most used by military police and what is the influence that the belief of self-efficacy has on choice and use of certain coping strategies. By way of the importance of relating the use of coping strategies to self-efficacy, the literature review showed, there were no studies conducted in Brazil and abroad about the belief of self-efficacy with military police. The new requirements led to the creation of management models that greatly affect the effective performance of employees at work. In this dynamic process, the concept of self-efficacy is essential in the life of organizations. One of the main studies on this topic reported in the literature is to Bandura (1977), that part of the assumption that self-efficacy is related to the strategies used by the worker to face stressful situations. Considered stressful events trigger different forms of psychological coping that can be related directly to self-efficacy at work. This study conceives strategies for coping with problems (coping) as individual variables, represented by the different ways that people facing adverse situations at work. According to Lazarus and Folkman (1984), studies on psychological coping point to three specific aspects: first, coping is conceived as a correlate to the defense mechanisms, in the second, highlights the cognitive and situational determinants of behavioral coping with stress both in the process of interaction between the individual and the environment as in personality traits. From this perspective, this study aims to determine what influence the self-efficacy has on coping strategies in police officers, Reaching this goal, this study will enable: the improvement of the theoretical and methodological about coping strategies to stressful events; the improvement of the theoretical and methodological beliefs about self-efficacy.; the search for an understanding of how selfefficacy influences coping strategies at work.
Palavras-chave: auto-eficácia
coping
policiais militares
self-efficacy
coping
and military police
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Psicologia
Citação: BARCELOS, Ana Tereza David Pires. AUTO-EFICÁCIA E COPING EM POLICIAIS MILITARES. 2010. 92 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIANIA, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2042
Data de defesa: 30-Aug-2010
Appears in Collections:Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Tereza David Pires Barcelos.pdf551,38 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.