???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/2130
Tipo do documento: Dissertação
Título: AVALIAÇÃO DAS ATIVIDADES ANTINOCICEPTIVA, ANTIINFLAMATÓRIA E ANTIPIRÉTICA DO EXTRATO HIDROALCOÓLICO BRUTO DE Cochlospermum regium (Mart & Schrank) Pilger EM RATOS
Autor: Santos Neto, Marcelino 
Primeiro orientador: Souza, Fabiane Hiratsuka Veiga de
Primeiro membro da banca: Aquino, Gilberto Lucio Benedito de
Segundo membro da banca: Funez, Mani Indiana
Resumo: A utilização de plantas para prevenção ou tratamento de doenças tem sido realizada pela humanidade desde os tempos mais remotos e transmitida ao longo de gerações. Estudos científicos vêm sendo realizados no sentido de validar as informações populares referentes ao uso de plantas medicinais. A partir de levantamentos etnofarmacológicos pode-se reduzir o tempo e os gastos na pesquisa e no desenvolvimento de um novo medicamento. Em 2003, Andrade e colaboradores identificaram as plantas com uso medicinal no Estado do Tocantins, pré-selecionadas por meio de dados obtidos pelo Projeto Bosque da Biodiversidade, realizado pela UNITINS/Ministério da Saúde/Ministério do Meio Ambiente e disponibilizado pela FMT/UNITINS. Deste levantamento foi selecionada Cochlospermum regium (Mart & Schrank) Pilger, conhecida vulgarmente como Algodãozinho-do-campo , que promove, segundo a população pesquisada, ação antiinflamatória (principal), analgésica e antipirética. Desta forma, o presente estudo objetivou investigar as atividades antinociceptiva, antiinflamatória e antipirética do extrato hidroalcoólico bruto (EHA) da raiz de Cochlospermum regium (Mart & Schrank) Pilger em ratos por meio dos testes da formalina, edema de pata induzido por carragenina e febre induzida por lipopolissacarídeo (LPS). A administração oral do EHA produziu efeito antinociceptivo significativo de forma dose-dependente em relação a ambas as fases da nocicepção induzida pela formalina, sendo, contudo, mais efetivo na primeira fase desse modelo (inibição de 36% e 57% para as doses de 640 e 1280 mg/kg, respectivamente). A atividade antiinflamatória do EHA foi confirmada no modelo de edema de pata induzido por carragenina uma vez que nossos resultados demonstraram que o EHA reduziu de maneira dose-dependente o edema de pata induzido pela administração intraplantar de carragenina em ratos. As doses de 640 e 1280 mg/kg do extrato inibiram 22,5 % e 36,2 %, respectivamente, a formação do edema três horas após a injeção do estimulo inflamatório. Foi possível verificar ainda que o EHA, na dose de 1280 mg/kg, inibiu a resposta febril induzida pelo LPS. A inibição ocorreu a partir da 2ª hora após a administração de LPS e perdurou durante todo o período de observação, com pico máximo de inibição de 0,7ºC entre a 2 h e 3 h. Tais resultados colaboram para a validação científica de seu uso popular, e indicam possibilidades reais para esta planta como fonte de princípio(s) ativo(s), cuja pesquisa aprofundada pode levar à descoberta de uma nova e melhor alternativa terapêutica aos estados patológicos de inflamação, dor e febre. Para tanto é necessária a realização de experimentos adicionais para isolamento e caracterização dos constituintes químicos e, sobretudo, para o melhor esclarecimento dos mecanismos de ação envolvidos nas atividades analgésica, antiinflamatória e antipirética, bem como estudos de toxicidade e segurança.
Abstract: The use of plants for prevention or treatment of diseases have been carried out by mankind from earliest times and transmitted over generations. Scientific studies have been conducted to validate the information concerning the popular use of medicinal plants. From surveys ethnopharmacology you can reduce the time and expense in research and development of new drugs. In 2003, Andrade and colleagues identified plants with medicinal use in the state of Tocantins, Brazil, pre-selected by means of data obtained by the Forest Biodiversity Project, conducted by UNITINS / Ministry of Health / Ministry of the Environment and made available by the FMT / UNITINS. From this survey we selected Cochlospermum regium (Mart & Schrank) Pilger, known commonly as Algodãozinho-do-campo , which promotes, in the studied population, anti-inflammatory (main), analgesic and antipyretic activity. Thus, this study aimed to investigate the antinociceptive, anti-inflammatory and antipyretic activity of a crude hydroalcoholic extract (EHA) of the roots of Cochlospermum regium (Mart & Schrank) Pilger in rats by means of the formalin test, the paw edema induced by carrageenan and fever induced by lipopolysaccharide (LPS). The oral administration of EHA produced significant antinociceptive effect in a dose-dependent for both phases of nociception induced by formalin, and yet more effective in the first phase of this model (inhibition of 36% and 57% for doses of 640 and 1280 mg / kg, respectively). The antiinflammatory activity of EHA was confirmed in the model of paw edema induced by carrageenan since our results showed that the EHA reduced dose-dependent manner of the edema of paw induced by intraplantar administration of carrageenan in rats. The doses of 640 and 1280 mg / kg of extract inhibited 22.5% and 36.2%, respectively, the formation of edema three hours after the injection of inflammatory stimulus. It was possible to verify that the EHA, the dose of 1280 mg / kg, inhibited the febrile response induced by LPS. The inhibition occurred from the 2nd hour after administration of LPS and continued throughout the observation period, with maximum inhibition of 0.7 º C between 2 h and 3 h. These results contribute to the scientific validation of its use popular, and show real possibilities for this plant as a source of principle (s) active (s), the search depth can lead to the discovery of a new and better therapeutic alternative to the pathological states of inflammation , pain and fever. Thus it is necessary to carry out additional experiments to isolate and characterize the chemical constituents and especially to better clarify the mechanisms of action involved in activities analgesic, antipyretic and antiinflammatory as well as studies of toxicity and safety.
Palavras-chave: Plantas medicinais
Cochlospermum regium
Atividade antiinflamatória
Atividade antinociceptiva
Atividade antipirética
Medicinal plants
Cochlospermum regium
Antiinflammatory activity
Antinociceptive activity
Antipyretic activity
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências da Saúde
Programa: Tecnologia Farmacêutica
Citação: SANTOS NETO, Marcelino. AVALIAÇÃO DAS ATIVIDADES ANTINOCICEPTIVA, ANTIINFLAMATÓRIA E ANTIPIRÉTICA DO EXTRATO HIDROALCOÓLICO BRUTO DE Cochlospermum regium (Mart & Schrank) Pilger EM RATOS. 2009. 71 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIÂNIA, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2130
Data de defesa: 7-Aug-2009
Appears in Collections:Mestrado em Tecnologia Farmacêutica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcelino Santos Neto.pdf746,21 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.