???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/2131
Tipo do documento: Dissertação
Título: LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA: uma abordagem farmacológica
Autor: Monteiro, Clara Maria Cardoso Costa 
Primeiro orientador: Campos, Dulcinea Maria Barbosa
Primeiro membro da banca: Souza, Fabiane Hiratsuka Veiga de
Segundo membro da banca: Barbosa, Alverne Passos
Resumo: A leishmaniose tegumentar americana (LTA) é uma zoonose que tem como agente etiológico, espécies do gênero Leishmania. E uma doença da pele e das mucosas, primariamente zoonótica que envolve uma variedade de mamíferos silvestres e domésticos. Surtos de leishmaniose ocorrem por mudanças ambientais decorrentes de desmatamento, construção de hidroelétricas, estradas, garimpos, instalação de frentes de trabalho, grupos militares com a penetração do homem no meio silvestre onde habitam os vetores e reservatórios. Há considerável grau de exposição relacionado a assentamentos populacionais agrícolas ou ocupação das periferias das cidades. Nestes casos, ocorre a domiciliação de hospedeiros mamíferos e vetores adaptando-se ao novo ambiente, gerando impactos sobre a saúde humana. As formas clínicas da doença são caracterizadas como Leishmaniose cutânea localizada, Leishmaniose mucocutânea e Leishmaniose difusa anérgica. O diagnóstico pode ser clínico, epidemiológico e laboratorial. Algumas medidas profiláticas podem ser empregadas como o combate ao vetor, aos animais reservatórios, além do tratamento das pessoas infectadas. As medidas educativas em saúde devem ser inseridas em todos os serviços que desenvolvam ações de controle. Através deste trabalho realizou-se um levantamento bibliográfico sobre a LTA enfatizando a terapêutica disponível nas diferentes formas clínicas da doença. Para o tratamento farmacológico são empregados compostos antimoniais pentavalentes como o estibogluconato de sodium (Pentostam®) e o antimoniato de N-Metil-Glucamina (Glucantime®). Existem medicamentos para o tratamento de segunda linha, como Anfotericina B (AB), Pentamidina. Estes são medicamentos alternativos com efeitos colaterais importantes, sendo indicados apenas nos casos de fenômenos de hipersensibilidade aos antimoniais e/ou altos índices de infecção secundária. A recidiva e a resistência ao tratamento são fatores que motivam a busca de um fármaco ideal. O tratamento da leishmaniose tegumentar americana é um desafio, pois os fármacos disponíveis apresentam elevada toxicidade.
Abstract: The leishmaniasis (ACL) is a zoonotic disease whose etiologic agent, species of the genus Leishmania. And a disease of the skin and mucous membranes, primarily zoonotic involving a variety of wild and domestic mammals. Outbreaks of leishmaniasis occur by environmental changes due to deforestation, construction of dams, roads, mines, plant work areas, military groups with the penetration of man into the wild where are the vectors and reservoirs. There is considerable degree of exposure related to human settlement or agricultural occupation of the outskirts of cities. In these cases, there is the clearance of mammalian hosts and vectors adapting to the new environment, generating impacts on human health. The forms of the disease are characterized as localized cutaneous leishmaniasis, mucocutaneous leishmaniasis and diffuse anergic leishmaniasis. The diagnosis can be clinical, epidemiological and laboratory. Some preventive measures can be used as the vector control, the animal reservoirs and the treatment of patients. The measures in health education should be included in all services to develop control measures. They are used for the pharmacological treatment antimony compounds such as sodium stibogluconate (Pentostam ®) and antimony N-methyl-(Glucantime ®). There are medicines for the treatment of second line, such as amphotericin B (AB), Pentamidine, these are alternative drugs with significant side effects, and they are indicated only in cases of hypersensitivity phenomena to antimonials and / or high rates of secondary infection. Recurrence and resistance to treatment are factors that motivate the search for an ideal drug. Treatment of cutaneous leishmaniasis is a challenge because the avaible drugs are highly toxic.
Palavras-chave: Leishmaniose Tegumentar Americana
Terapêutica
Epidemiologia
Controle
Cutaneous Leishmaniasis
Epidemiology
Control
Therapeutics
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências da Saúde
Programa: Tecnologia Farmacêutica
Citação: MONTEIRO, Clara Maria Cardoso Costa. LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA: uma abordagem farmacológica. 2009. 64 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIÂNIA, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2131
Data de defesa: 4-May-2009
Appears in Collections:Mestrado em Tecnologia Farmacêutica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CLARA MARIA CARDOSO COSTA MONTEIRO.pdf2,82 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.