???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/2228
Tipo do documento: Dissertação
Título: A TRANSFIGURAÇÃO IDENTITÁRIA EM VIVA O POVO BRASILEIRO
Autor: Trancoso, Claudimecia Brito 
Primeiro orientador: Lima, Maria de Fátima Gonçalves
Primeiro coorientador: Machado, Lacy Guaraciaba
Primeiro membro da banca: Silva, Débora Cristina Santos e
Resumo: O estudo aqui desenvolvido tem como foco a transfiguração identitária do povo brasileiro no romance Viva o povo brasileiro, de João Ubaldo Ribeiro (1984). Enfatizamos, primeiramente, a relação que essa obra mantém com o pósmodernismo, revelando que a identidade do brasileiro assume um caráter subversivo, revolucionário. Contudo, ao romper barreiras entre a historiografia e a ficção, a obra apresenta um discurso metaficcional em que personagens são ação e imaginário ao mesmo tempo. O Brasil como espaço poético, casa/pátria, está voltado para os discursos produzidos pela arte literária que, por meio da linguagem, transfigura os fatos para o universo narrado. Após o desenvolvimento dessa análise, voltamos a atenção para a história oficial, que é repensada e transfigurada sob dois pólos: dominadores e dominados, formando duas linhagens que se entrecruzam e constrói a identidade do povo brasileiro. Povo este, reconhecido como herói, por isso ocupa o centro da narrativa e produz discursos de consciência nacional e humana. Nesse universo ficcional-artístico, é central a idéia de coletividade que inclui a diferença e o reconhecimento do Brasil como país mestiço, em que o outro não importando qual seja a sua origem étnico-cultural, é visto como parte desse universo. Sendo assim, fechamos o nosso estudo, mostrando de que forma o homem se relaciona com a sua trajetória identitária a partir de uma construção simbólica, estabelecendo um diálogo com a arte em si mesma, no qual se abre para o futuro com seus mistérios e incertezas.
Abstract: This study has like focus transform process of identity the Brazilian novel: Viva o povo brasileiro, by João Ubaldo Ribeiro (1984). The first, we exam relationship that this work kept with the postmodernism in that the Brazilian identity assumes subvertsive and revolutionary character. This novel breaks the barrriers between history and fiction introduction meta-fictional discourse that characters are action and imaginary. So we have the Brazil is poetic space - house/Country built only for literate arts discourse though language that transform the facts in narrated universe. After analyze the official history in two perspectives: domineering and dominated that relationship between themselves and it forms the identity Brazilian people that are heroes. However, they occupate centre of narrative with national and human conscience. This artist fictional universe, the collectivity ideia include difference and recognition of Brazil like mestizo. So we conclude our study showing like man if relatioship with his identity from a symbolic construction and he down a dialogue with art in itself. This dialogue lead the man of mystery and uncertainty future.
Palavras-chave: Transfiguração
Historiografia
Identidade
Metaficção
Símbolos
Transformation
Historiography
Identity
Meta-fiction
Symbols
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Literatura e Crítica Literária
Citação: TRANCOSO, Claudimecia Brito. A TRANSFIGURAÇÃO IDENTITÁRIA EM VIVA O POVO BRASILEIRO. 2008. 142 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2228
Data de defesa: 11-Sep-2008
Appears in Collections:Mestrado em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CLAUDIMECIA BRITO TRANCOSO.pdf784,02 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.