???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/2353
Tipo do documento: Dissertação
Título: VARIANTES GENÉTICAS DE RADIOTOXICIDADE EM PACIENTES COM TUMORES PROSTÁTICOS TRATADOS COM RADIOTERAPIA
Autor: Cintra, Hellen da Silva 
Primeiro orientador: Soares, Renata de Bastos Ascenço
Primeiro membro da banca: Saddi, Vera Aparecida
Segundo membro da banca: Mendonça, Yuri de Abreu
Resumo: O propósito deste estudo foi avaliar a associação entre polimorfismos de base única nos genes ATM e TP53 em pacientes com câncer prostático e a morbidade na pele e nos sistemas urinário e gastrointestinal inferior após a radioterapia. Estes dois genes codificam proteínas importantes nas vias de reparo do DNA. Acredita-se que seus polimorfismos possam modificar a resposta do tecido normal a radioterapia. Foi selecionado um grupo de 50 pacientes do serviço de radioterapia do Hospital Araújo Jorge (Associação de Combate ao Câncer em Goiás). Após a assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido, foi coletada a amostra de sangue periférico com subseqüente extração de DNA e amplificação gênica por meio de reação em cadeia da polimerase (PCR) para amplificar os fragmentos gênicos de ATM e TP53. Finalmente, os amplicons foram seqüenciados para verificar a presença da troca de G>A no códon 1853 do gene ATM e polimorfismos do gene TP53 (C>G no códon 72, C>T no códon 47, C>A na posição 11299, C>T na posição 11322 e uma inserção de 16 pares de bases no intron 3). Os efeitos adversos foram classificados de acordo com o escore do Radiation Therapy Oncology Group (RTOG). Por meio de análise univariada, a hipertensão se associou fortemente ao baixo risco de desenvolvimento de toxicidade urinária crônica (OR=0,048, 95%IC 0,004 - 0,620; p=0,022). Pacientes que foram submetidos à hormonioterapia mostraram uma incidência significativa de toxicidade de pele aguda (RR = 1,286, 95%IC 0,907 1,823; p=0,029). A troca C>T na posição 11322 do gene TP53 (intron 3) mostrou uma associação significativa com o risco de toxicidade aguda de pele (RR = 22,0, 95%IC 5,68 85,207; p=0,006). Não houve associação entre os outros polimorfismos de TP53 e ATM analisados e a freqüência de efeitos adversos (p>0,05). Foi demonstrado que a presença de hipertensão parece ser protetora para o desenvolvimento de efeitos urinários tardios após a radioterapia. A hormonioterapia foi aparentemente determinante no surgimento de toxicidade aguda de pele. Nossos dados revelaram ainda que um polimorfismo intrônico de TP53 (11322 C>T) também estava associado ao aumento de radiossensibilidade aguda de pele. Estas observações mostram a importância de se investigar o perfil genético para futuramente predizer os efeitos adversos de pacientes em radioterapia.
Abstract: The purpose of this study was to evaluate the association of single nucleotide polymorphisms of ATM and TP53 genes in prostate cancer patients with skin, urinary and lower gastrointestinal systems morbidity after radiotherapy. These two genes encode important proteins of the DNA repair pathways. It is believed that their polymorphisms are likely to modify the response of normal tissues to radiation. A group of 50 patients of the Radiotherapy Service at Araújo Jorge Hospital (Associação de Combate ao Câncer em Goiás) was selected. After signing the informed consent agreement, a sample of peripheral blood was collected for subsequent DNA extraction and polymerase chain reaction (PCR) for amplification of ATM and TP53 gene fragments. Finally the amplified fragments were sequenced to verify the presence of an exchange G> A in the codon 1853 of the ATM gene and polymorphisms of TP53 gene (C> G in the codon 72, C>T in the codon 47, C>A in the position 11299, C>T in the position 11322 and one insertion of 16 base pairs in intron 3). The side effects were classified according to the Radiation Therapy Oncology Group (RTOG) score. On univariate analysis, hypertension was strongly associated with a decreased risk of late urinary toxicities (OR= 0,048, 95% CI 0,004 - 0,620; p= 0,022). Patients receiving hormone therapy had a significantly higher incidence of acute skin toxicity (RR=1,286, 95% CI 0,907 - 1,823; p = 0,029). The exchange C>T in the position 11322 of the TP53 gene (intron 3) was significantly associated with the risk of acute skin toxicity (RR=22,0, 95%CI 5,680 - 85,207; p=0,006). There wasn t association between the other TP53 and ATM polymorphisms analysed and the frequency of side effects (p>0,05). In this study it has been shown that the presence of hypertension seemed to be protective for the development of urinary late effects after radiotherapy. Hormone therapy was apparently determinant for the development of acute skin toxicity. Our data also revealed that a TP53 intronic polymorfism (11322 C>T) was associated to increased acute skin radiosensitivity. This observation corroborates the importance of investigating the genetic profile to predict adverse side effects in patients undergoing radiotherapy.
Palavras-chave: câncer de próstata
radiotoxicidade
ATM e TP53
prostate cancer
radiation toxicity
ATM
TP53
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Genética
Citação: CINTRA, Hellen da Silva. VARIANTES GENÉTICAS DE RADIOTOXICIDADE EM PACIENTES COM TUMORES PROSTÁTICOS TRATADOS COM RADIOTERAPIA. 2012. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIÂNIA, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2353
Data de defesa: 14-Mar-2012
Appears in Collections:Mestrado em Genética

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Hellen da Silva Cintra de Paula.pdf4,71 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.