???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/2379
Tipo do documento: Dissertação
Título: VALOR PREDITIVO DA MUTAÇÃO R337H DO GENE TP53 COMO UM MARCADOR CLÍNICO EM PACIENTES COM CÂNCER.
Autor: Borges, Luciana Moreira 
Primeiro orientador: Ayres, Flávio Monteiro
Primeiro membro da banca: Rodrigues, Flávia Melo
Segundo membro da banca: Hamu, Tânia Cristina Dias da Silva
Resumo: Introdução: a mutação R337H do gene TP53 foi originada na população brasileira por efeito fundador e é considerada um defeito molecular de baixa penetrância. Em combinação com alguns polimorfismos, a mutação R337H, pode aumentar a susceptibilidade ao desenvolvimento do tumor. A frequência da mutação R337H em famílias brasileiras é considerada elevada, quando comparada com as frequências observadas em outros países. A inequívoca associação entre a mutação, o surgimento de diferentes tipos tumorais e o alto número de indivíduos portadores da mutação fazem da R337H um relevante fator de saúde pública, em especial na predição do câncer. Objetivos: este estudo objetiva de investiga o valor preditivo da mutação R337H do gene TP53 como um marcador clínico em pacientes com câncer. Método: revisão bibliográfica sistemática (RBS) criteriosa foi realizada, através de busca eletrônica de artigos científicos nas bases de dados LILACS, IBECS, MEDLINE, Scielo e Pubmed. Doze artigos selecionados foram publicados em língua inglesa entre os anos de 2006 à 2013, foram selecionados para aplicação dos testes de relevância I e II. Extração de dados detalhada foi realizada de forma independente por dois investigadores seguindo o protocolo para extração de dados. Resultados: a mutação R337H foi encontrada em 287 dos 1.548 portadores de câncer, duas das 750 mulheres consideradas saudáveis, 200 dos 887 familiares de pacientes portadores de tumor do córtex adrenal (TCA) com a mutação R337H, doze dos 647 controles e 442 dos 171.630 recém-nascidos. Oito das doze referências selecionadas associaram a mutação R337H com histórico familiar de 411 pacientes com a mutação. Quatro estudos associaram a mutação R337H com o prognóstico. Conclusão: a frequência da mutação R337H do gene TP53 é consideravelmente mais elevada no sul e sudeste do Brasil quando comparada com os demais países do mundo. A mutação foi associada com: histórico familiar de câncer, aumento do valor preditivo positivo e diminuição do valor preditivo negativo no diagnóstico e mal prognóstico em pacientes com ACT e CPC com a mutação.
Abstract: Introduction: the R337H mutation of the TP53 gene was originated in the Brazilian population through a founder effect and is considered a molecular defect of low penetrance. In combination with some polymorphisms, the R337H mutation can increase the susceptibility to tumor. The frequency of the R337H mutation in Brazilian families is considered high when compared to the observed frequencies in other countries. The unambiguous association between the mutation, the emergence of different tumor types and the high number of individual that carry the mutation makes the R337H a relevant factor in public health, particularly in the prediction of cancer. Objective: This study aimed to investigate the predictive value of the R337H mutation of the TP53 gene as a clinical marker in cancer patients. Method: a systematic literature review (SLR) was carefully performed, by searching electronic scientific literature in LILACS, IBECS, MEDLINE, Pubmed and SciELO. Twelve articles, published in English between the years 2006 to 2013, were selected by performed the relevance tests I and II. Extraction of detailed data was independently performed by two investigators, following on extraction data protocol. Results: the R337H mutation was found in 287 of 1,548 patients with cancer, two of 750 women considered healthy, 200 of 887 family members of patients with adrenocortical tumor (ACT) carrying the R337H mutation, 12 of 647 health controls and in 442 of 171 630 newborns. Eight of the twelve selected references associated the R337H mutation with family history of 411 patients with the mutation. Four studies associated the R337H mutation prognosis. Conclusion: the frequency of the R337H mutation of the TP53 gene is considerably higher in the south and southeast regions of Brazil compared to other countries. The mutation was associated with family history of cancer, the increase of the positive predictive value and the decreased of negative predictive value at diagnosis, and poor prognosis in ACT and CPC patients with with the mutation.
Palavras-chave: carcinoma adrenocortical
efeito fundador
mutação de sentido incorreto
saúde pública
adrenocortical carcinoma
founder effect
mutation missense
public health
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Genética
Citação: BORGES, Luciana Moreira. VALOR PREDITIVO DA MUTAÇÃO R337H DO GENE TP53 COMO UM MARCADOR CLÍNICO EM PACIENTES COM CÂNCER.. 2014. 104 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIÂNIA, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2379
Data de defesa: 7-Apr-2014
Appears in Collections:Mestrado em Genética

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LUCIANA MOREIRA BORGES.pdf1,81 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.