???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/2967
Tipo do documento: Dissertação
Título: ÍNDIOS GUAJAJARA: da aldeia para a cidade.
Autor: Marinho, Maria Perpétuo Socorro Oliveira 
Primeiro orientador: Jonas, Eline
Primeiro membro da banca: Nascimento, Telma Ferreira
Segundo membro da banca: Pfrimer, Irmtraut Araci Hoffmann
Resumo: No estudo "ÍNDIOS GUAJAJARA: da aldeia para a cidade" buscou-se identificar as razões que os levaram a migrarem de seu habitat natural para o espaço urbano, na cidade de Imperatriz/MA, e os impactos socioculturais dessa mudança nas suas vidas. Os objetivos específicos foram: conhecer as causas da migração dos Guajajara para a cidade; caracterizar as mudanças culturais provocadas pela migração no meio ambiente urbano e o seu impacto nas suas vidas por meio das seguintes perguntas: Por que os Guajajara estão deixando a sua aldeia? Que influências sofrem? Como se identificam neste novo espaço urbano? Que mudanças são geradas em sua cultura, alimentação, moradia, saúde e valores culturais a partir desta nova convivência social, ambiental e cultural? Que percepções e expectativas são perceptíveis nesta nova configuração de relações neste novo espaço, a cidade? Trata-se de um estudo qualitativo, exploratório e analítico realizado por meio de entrevistas por saturação de informação e registros feitos no diário de campo para relatar eventuais percepções sobre a coleta de dados. Foram incluídos no estudo dez indígenas selecionados intencionalmente entre homens e mulheres Guajajara, maiores de 18 anos, que vivem há mais de dez anos no bairro Parque Amazonas e que consentiram em participar do estudo. Para a análise, as informações foram organizadas por meio da identificação das unidades de significado e agrupadas nas seguintes categorias: vida na aldeia, vida no bairro, trabalho, saúde, moradia, alimentação, percepção de ser índio e expectativa sobre a vida na cidade. Ao final, pode-se concluir que os Guajajara sofrem influências e mudanças em suas vidas ao migrarem para a periferia do espaço urbano; convivem com todo tipo de discriminação, preconceito e violências urbanas e, uma vez convivendo com essas situações, se tornam mais marginalizados e excluídos em sua subjetividade e em sua capacidade de autonomia. Percebe-se ainda que a perda de hábitos simples como as práticas, os costumes, os hábitos, os valores, os conhecimentos tradicionais foram aos poucos substituídos no imaginário coletivo por costumes, valores e conhecimento dos brancos, na medida em que o novo ideal de vida dos índios passa ser o modo de vida dos brancos.
Abstract: In the study "Guajajara Indians: from the village to the city" it sought to identify the reasons that led them to migrate from their natural habitat to urban space in the city of Imperatriz/MA and the sociocultural impacts of this change to their lives. The specific objectives were to find the causes of migration of Guajajaras to town; characterize the cultural changes brought about by migration to the urban environment and its impact on their lives through the following questions: Why are the Guajajaras leaving their village? Which influences have they suffered? How do they identify themselves in this new urban space? What changes are generated in their culture, food, housing, health and on their cultural values from this new social, environmental and cultural coexistence? What are the perceptions and expectations that are noticeable in this new configuration of relationships in this new space, the city? This is a qualitative, exploratory and analytical study conducted through interviews using a saturation of information and records made in the field diary to report any perceptions about data collection. Ten intentionally selected Guajajara indians were included among which are found men and women over 18 living for more than ten years in the neighborhood Parque Amazonas who consented taking part in the study. For analysis, data were organized by identifying units of meaning, being grouped in the following categories: life in the village, life in the neighborhood, work, health, housing, nutrition, perception of being Indian and expectations about the life in the city. At the end, we can conclude that Guajajara suffer influences and changes in their lives when they migrate to the slums in the urban space; living with all forms of discrimination, prejudice and urban violence, and once living with these situations they become more marginalized and excluded in their subjectivity and their capacity for autonomy. It is also perceptible a loss of simple habits and the practices, customs, habits, values, traditional knowledge that have been gradually replaced collectively by customs, values and knowledge of the white men, in that the new ideal of Indian life turns out to become the way the white men live.
Palavras-chave: Índios Guajajara
Aculturação
Migrações
Guajajara Indians
Acculturation
Migration
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências da Saúde
Programa: Ciências Ambientais e Saúde
Citação: MARINHO, Maria Perpétuo Socorro Oliveira. ÍNDIOS GUAJAJARA: da aldeia para a cidade.. 2014. 114 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIÂNIA, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2967
Data de defesa: 6-Jun-2014
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARIA PERPETUO SOCORRO OLIVEIRA MARINHO.pdf14,15 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.