???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/2982
Tipo do documento: Dissertação
Título: AVALIAÇÃO DO EXTRATO ETANÓLICO BRUTO DAS CASCAS DO CAULE DA CROTON URUCURANA BAILL NA CICATRIZAÇÃO DE FERIDAS CUTÂNEAS INDUZIDAS POR PEÇONHA DE BOTHROPS MOOJENI EM CAMUNDONGOS.
Autor: Machado, Lara Cândida de Sousa 
Primeiro orientador: Pfrimer, Irmtraut Araci Hoffmann
Primeiro membro da banca: Carmo Filho, José Rodrigues do
Segundo membro da banca: Frassetto, Eduardo Garcia
Resumo: INTRODUÇÃO: As plantas medicinais e outros produtos naturais são recursos terapêuticos amplamente utilizados no auxílio da cicatrização de feridas cutâneas dos primórdios da civilização até a atualidade. Dentre as plantas utilizadas para tratamento de feridas infectadas, a Croton urucurana se destaca, por ser uma planta com poderes curativos e que aceleram o processo de cicatrização. OBJETIVO: Avaliar a atividade cicatrizante de extratos das cascas do caule de Croton urucurana nas feridas cutâneas de camundongos, induzidas pelo veneno de Bothrops moojeni. METODOLOGIA: O extrato etanólico das cascas do caule da Croton urucurana (EECC) obtido através de um processo de maceração dinâmica, foi diluído em solução salina para obtenção das concentrações de 10%, 20% e 40%. Foi realizado um experimento piloto para determinação da dose mínima necrosante, utilizando camundongos (n=5) da linhagem Swiss, machos, com massa corpórea variando de 18 a 25g. Para avaliação da atividade cicatrizante foram utilizados camundongos (n=60) da mesma espécie e com as mesmas características, distribuídos aleatoriamente em cinco grupos de doze animais cada (n=12): GC Grupo Controle, GS Grupo Soro, GT1 Grupo Tratamento com EECC a 10%, GT2 Grupo Tratamento com EECC a 20% e GT3 Grupo Tratamento com EECC a 40%. Para indução da ferida, os animais foram anestesiados via intramuscular com tiopental sódico na dose de 40 mg/Kg. Após a tricotomia no dorso do camundongo, foi inoculado intradermicamente 120 µg/50 µL de salina, afim de se obter uma necrose.RESULTADOS: A dose mínima necrosante do veneno de serpente Bothrops moojeni em camundongo é de 120 µg de peçonha diluída em 50 µL salina intradermicamente da região dorsal. Houve retração significativa das feridas cutâneas do grupo GT1 nos dias 7º e 12º em relação ao grupo GC. Houve retração significativa das feridas cutâneas do grupo GT2 e GT3 no 12º dia em relação ao grupo GC. A análise histológica dos grupos GT1, GT2 e GT3 permitem concluir que as feridas cutâneas apresentam processo de cicatrizações evidentes em 12 dias de tratamento em relação ao grupo GC, por estimular a angiogênese, neoformação dos folículos pilosos e reparação fibrosa. CONCLUSÃO: As feridas cutâneas em camundongos induzidos pela peçonha de Bothrops moojeni quando tratadas com EECC (10%, 20% e 40%), apresentam um processo de cicatrização mais acelerado em relação ao grupo controle.
Abstract: INTRODUCTION: The herbal and other natural products are widely used therapeutic resources to aid the healing of skin wounds of early civilization to the present. Among the plants used for treatment of infected wounds, the Croton urucurana stands out for being a healing plant that accelerates the healing process. OBJECTIVE: To evaluate the healing activity of extracts of the stem bark of Croton urucurana skin wounds in mice, induced by Bothrops moojeni. METHODOLOGY: The ethanolic extract from the stem bark of Croton urucurana (EECC) obtained through a maceration dynamic process, was diluted in saline to obtain concentrations of 10%, 20% and 40%. It was stablished a pilot experiment to determine the minimum dose necrotizing using mice (n = 5) of Swiss lineage, males with body mass index ranging from 18 to 25g. To evaluate the healing activity, it was performed in mice (n = 60) of the same type and with the same characteristics were randomly divided into five groups of twelve animals each (n = 12): GC - Control Group, GS - Group Soro, GT1 - Group Treatment with 10% EECC, GT2 - Group Treatment EECC to 20% and GT3 - Group Treatment EECC to 40%. For induction of the wound, the animals were anesthetized intramuscularly with sodium thiopental at the dose of 40mg/kg. After shaving the dorsum of the mice,it was inoculated intradermally 120μg/50µL of saline in order to obtain a necrose. RESULTS: The minimum necrotic dose of venom from Bothrops moojeni in mice is 120 mg of venom diluted into 50 uL intradermally saline in the dorsal region. There was a significant decrease of skin wounds of the GT1 group in 7th and 12th days compared to the GC. There was a significant decrease of skin wounds of the group GT2 and GT3 on the 12th day compared to the GC.The Histological analysis of the groups GT1, GT2 and GT3 allows to conclude that the skin wounds show a process of evident scarring at 12 days of treatment compared to the GC, by stimulating angiogenesis, neoformation of hair follicles and fibrous repair. CONCLUSION: The skin wounds in mice induced by the venom of Bothrops moojeni when treated with EECC (10%, 20% and 40%), have a more rapid healing process in the control group.
Palavras-chave: Croton urucurana
Cicatrização de feridas
Bothrops moojeni
Croton urucurana
Wound healing
Bothrops moojeni
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências da Saúde
Programa: Ciências Ambientais e Saúde
Citação: MACHADO, Lara Cândida de Sousa. AVALIAÇÃO DO EXTRATO ETANÓLICO BRUTO DAS CASCAS DO CAULE DA CROTON URUCURANA BAILL NA CICATRIZAÇÃO DE FERIDAS CUTÂNEAS INDUZIDAS POR PEÇONHA DE BOTHROPS MOOJENI EM CAMUNDONGOS.. 2012. 72 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIÂNIA, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/2982
Data de defesa: 19-Dec-2012
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LARA CANDIDA DE SOUSA MACHADO.pdf3,11 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.