???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3021
Tipo do documento: Dissertação
Título: CARACTERIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DAS COMUNIDADES TERAPÊUTICAS: OS AVANÇOS E ENTRAVES DO TRATAMENTO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA.
Autor: Batista, Sonis Henrique Rezende 
Primeiro orientador: Almeida, Rogério José de
Primeiro membro da banca: Guimarães, Nisval Ferreira
Segundo membro da banca: Silva, Antonio Márcio Teodoro Cordeiro
Resumo: O presente estudo tem por objetivo caracterizar o funcionamento das comunidades terapêuticas situadas na Região Metropolitana de Goiânia-GO e na cidade de Anápolis-GO. Trata-se de um estudo transversal descritivo com abordagem quantitativa utilizando-se de um questionário semiestruturado. Foram pesquisadas 43 comunidades terapêuticas localizadas em Goiânia, região metropolitana e Anápolis, utilizando-se um roteiro semiestruturado. Os resultados foram obtidos por meio de estatística descritiva. Os resultados mostram que 41,9% das comunidades tiveram o início de seu funcionamento entre 2001 e 2010. Estão habitualmente afastadas da zona urbana, com documentações em ordem, atividades rotineiras, focadas na religiosidade-espiritualidade. O tempo de permanência do acolhimento é de nove meses em 67,4%. A principal fonte de recursos é a doação em 58,1%. A triagem (fase preliminar do acolhimento) é presente em 88,4%, com 14,0% permitindo uso de cigarro moderadamente. Há uma média de 10,7 trabalhadores por comunidades, com 30,2% possuindo carteira assinada. No período da pesquisa foram detectadas 1.022 pessoas acolhidas de ambos gêneros. Deixar a dependência química foi motivação para ingresso na comunidade por 72,0% das respostas. O encaminhamento para o mercado de trabalho apareceu em 76,7% de forma esporádica. Todas as comunidades utilizam o SUS para atendimento dos acolhidos. Na relação com o CAPS, 48,8% receberam pessoas encaminhadas destes e 67,4% encaminharam para continuidade do tratamento ou acompanhamento. Conclui-se que há um determinado padrão de funcionamento, sendo entidades focadas no acolhimento visando o afastamento da droga, atividades variadas que ocupam o tempo e retomam o indivíduo aos seus cuidados básicos em convivência com seus pares. Atendem uma demanda reprimida. São mal interpretados pelos demais estabelecimentos de saúde. São entidades organizadas e financiadas basicamente por doações, mas que já sinalizam financiamentos públicos e que precisam melhor adequar-se a aspectos multiprofissionais.
Abstract: This study aims to characterize the operation of therapeutic communities located in the Greater Goiânia-GO and the city of Anápolis-GO. This is a descriptive crosssectional study with a quantitative approach using a semi-structured questionnaire. They were surveyed 43 therapeutic communities located in Goiania, metropolitan area and Annapolis, using a semi-structured. The results were obtained through descriptive statistics. The results show that 41.9% of communities had the beginning of its operation between 2001 and 2010. They are usually away from the urban area, with documentation in order, routine activities, focused on religiosity - spirituality. The host of on-call time is nine months at 67.4%. The main source of funds is the donation of 58.1%. The screening (preliminary phase of the host) is present in 88.4%, with 14.0% allowing cigarette use sparingly. There is an average of 10.7 workers by communities, with 30.2% having a formal contract. During the survey period were detected 1,022 people welcomed from both genders. Leave addiction was motivated to join the community by 72.0% of respondents. Referral to the labor market appeared in 76.7% sporadically. All communities use the SUS to meet the welcomed. In relation to the CAPS, 48.8% had forwarded these people and 67.4% headed for continued treatment or monitoring. We conclude that there is a certain pattern of operation, with organizations focused on the reception of the clearance of the drug, varied activities that take time and resume the individual to their basic care in interaction with their peers. Meet a pent-up demand. They are misinterpreted by the other health facilities. Entities are organized and financed primarily by grants, but have indicated public funding and need to better adapt to multidisciplinary aspects.
Palavras-chave: Comunidade Terapêutica
Dependência Química
Drogas
Tratamento
Therapeutic Community
Chemical Dependency
Drugs
Treatment
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências da Saúde
Programa: Ciências Ambientais e Saúde
Citação: BATISTA, Sonis Henrique Rezende. CARACTERIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DAS COMUNIDADES TERAPÊUTICAS: OS AVANÇOS E ENTRAVES DO TRATAMENTO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA.. 2016. 123 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIÂNIA, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/3021
Data de defesa: 3-Feb-2016
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SONIS HENRIQUE REZENDE BATISTA.pdf1,57 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.