???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3030
Tipo do documento: Dissertação
Título: AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES EM SAÚDE MENTAL.
Autor: Arantes, Israel da Silva 
Primeiro orientador: Almeida, Rogério José de
Resumo: Este estudo tem o objetivo de avaliar o nível de satisfação profissional dos servidores em saúde mental do Município de Rio Verde-GO. Trata-se de um estudo transversal analítico, com abordagem quantitativa e qualitativa. Foi realizado uma entrevista com 76 servidores em saúde mental que se encontravam empregados em dois CAPS e duas clínicas psiquiátricas existentes no Município de Rio Verde-GO. Foram utilizados dois questionários, sendo um sociodemográfico ocupacional e outro de avaliação da satisfação profissional da equipe envolvida com os serviços de saúde mental (SATIS-BR). Realizou-se análise descritiva dos dados, teste de normalidade de Kolgomorov-Smirnov, testes não paramétricos de Mann-Whitney e de Kruskal-Wallis, sempre com nível de significância igual ou menor a 0,05. Os resultados identificaram bons escores de satisfação, sendo a média global de 3,6 (±0,7). Os fatores: grau de satisfação da equipe com relação aos serviços oferecidos aos pacientes; grau de satisfação da equipe em relação a sua participação nos serviços; grau de satisfação da equipe em relação às condições gerais de trabalho; grau de satisfação com respeito ao relacionamento no serviço, tiveram respectivamente médias de 3,8 (±0,8), 3,6 (±0,8), 3,5 (±0,8) e 3,8 (±0,9). Os maiores índices de satisfação se concentraram no tratamento dado aos pacientes, nas responsabilidades como servidores, na privacidade e confiabilidade nas unidades e no relacionamento interpessoal. Já os quesitos de insatisfação mais acentuados foram: as condições físicas das unidades, as avaliações de novos programas e processos, o ambiente de trabalho, a política salarial, as condições estruturais das unidades e a falta de autonomia nos serviços. Observou-se que o maior índice de satisfação profissional dos trabalhadores de saúde mental foi verificado, em ordem decrescente, na Clínica Particular I, na Clínica Particular II, na Clínica Pública I e, por último, na Clínica Pública II. Conclui-se que, embora os escores identificados sejam bons, há fatores que geram insatisfação, o que demonstra que os serviços prestados pelos trabalhadores de saúde mental em alguns aspectos devem ser melhorados o que viabilizaria uma melhor satisfação do trabalhador, bem como um clima organizacional mais adequado à saúde do profissional que trabalha na área da saúde mental.
Abstract: This study aims to evaluate the level of job satisfaction of the servers in mental health in the municipality of Rio Verde-GO. This is an analytical cross-sectional study with a quantitative and qualitative approach. It conducted a census, interviewing all 76 servers in mental health who were employed in two CAPS and two psychiatric clinics in the city of Rio Verde. Two questionnaires were used, one occupational sociodemographic and other evaluation of job satisfaction of the team involved with the mental health services (SATIS-BR). A descriptive analysis was made, Kolgomorov-Smirnov normality test, non-parametric tests of Mann-Whitney and Kruskal-Wallis, always with a significance level equal or less than 0.05. The results showed good scores of satisfaction, the overall average being 3.6 (± 0.7). The four analyzed factors of the scale were respectively medium 3.8 (± 0.8), 3.6 (± 0.8), 3.5 (± 0.8) and 3.8 (± 0.9). The highest rates of satisfaction focused on the treatment of patients, the responsibilities as servers, privacy and reliability in the units and in interpersonal relationships. Already the most pronounced dissatisfaction questions were the physical conditions of the units, evaluations of new programs and processes, the working environment, wage policy, the structural conditions of the units and the lack of autonomy in services. It was observed that the greatest professional satisfaction rate of mental health workers was observed, respectively, in the Private Clinic I, Private Clinic II, Public Clinic I and, finally, the Public Clinic II. We conclude that, although the identified scores are good, there are factors that generate dissatisfaction, which shows that the services provided by mental health workers in some aspects should be improved which would make possible a better employee satisfaction and organizational climate most appropriate health professional who works in the mental health area.
Palavras-chave: Serviços de saúde mental
Satisfação profissional
Saúde mental
Mental health services
Job satisfaction
Mental health.
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências da Saúde
Programa: Ciências Ambientais e Saúde
Citação: ARANTES, Israel da Silva. AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES EM SAÚDE MENTAL.. 2016. 78 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIÂNIA, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/3030
Data de defesa: 11-Mar-2016
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ISRAEL DA SILVA ARANTES.pdf546,58 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.