???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3039
Tipo do documento: Dissertação
Título: AVALIAÇÃO IMUNOLÓGICA DOS INDIVÍDUOS EXPOSTOS À RADIAÇÃO IONIZANTE DO 137Cs, NO ACIDENTE RADIOATIVO DE GOIÂNIA (BRASIL).
Autor: Assunção, Julieny Avelina de 
Primeiro orientador: Rassi, Cláudia Maria
Primeiro membro da banca: Cruz, Aparecido Divino da
Segundo membro da banca: Silva, Nilzio Antônio da
Resumo: Em 13 de Setembro de 1987, ocorreu em Goiânia o maior acidente radioativo do hemisfério ocidental. Uma cápsula contendo Césio-137 (137Cs), proveniente de uma unidade de radioterapia, foi violada contaminando mais de 200 pessoas e levando quatro indivíduos a óbito. A partir do acidente, a saúde e o bem estar geral dos indivíduos envolvidos passou a ser uma preocupação constante das autoridades de saúde e principalmente da Fundação Leide das Neves, criada para apoiar e assistir as pessoas envolvidas. O presente estudo teve por objetivo avaliar, nos radioexpostos ao 137Cs no acidente de Goiânia, se esta exposição induziu alterações imunológicas como: a produção de auto-anticorpos anti-nucleares (FAN-HEp2) e fator reumatóide, alteração na contagem global de leucócitos e nos valores de imunoglobulinas séricas (IgG, IgM e IgA). É sabido que a exposição à radiação ionizante induz danos ao DNA, resultando em mutação, principalmente nas células que apresentam maior atividade mitótica, como células da pele, revestimento intestinal e órgãos hematopoiéticos. Com base em estudos nos pacientes expostos ao 137Cs, a partir da avaliação da freqüência de mutações, foi estimado um aumento do risco de carcinogênese nesses indivíduos. Os dados obtidos em estudos de outros acidentes radioativos como o de Chernobyl e da bomba atômica de Hiroshima e Nagasaki, demonstram que a radiação, além dos efeitos agudos, induz alterações medulares, maior predisposição ao desenvolvimento de neoplasias, doença auto-imune da tireóide, gastrite, doenças infecciosas, entre outras enfermidades. Tem sido sugerido que alterações na resposta imunológica contribuem para o surgimento dessas anormalidades, sobretudo aquelas relacionadas às proporções de células T e B, às concentrações de anticorpos séricos, prejudicando as respostas celulares e até mesmo a produção de auto-anticorpos. Neste estudo, os indivíduos expostos ao 137Cs no acidente de Goiânia, quando comparados aos não expostos, não apresentaram maior reatividade a auto-antígenos, assim como não apresentaram nenhuma alteração significativa nos níveis do fator reumatóide. Entretanto, observamos um aumento na contagem global de linfócitos por mm3 em indivíduos expostos e no nível de IgM nos indivíduos expostos a uma menor dose de radiação ionizante.
Abstract: On September 13, 1987, it happened in Goiânia the largest radioactive accident of the western hemisphere. A capsule containing Cesium 137 (137Cs), originating from an unit of radiotherapy, was violated contaminating more than 200 people and taking 4 individuals to death. From the beginning of the accident, the health of the involved individuals started to be a constant concern of the authorities and mainly of Leide das Neves Foundation created to support and to attend involved people. The present study had for objective to evaluate, in the exposed patients to 137Cs in the accident of Goiânia, if this exposition induced immunological alterations such as the production of anti-nuclear antibodies against HEp-2 cells and rheumatoid factor, alteration in the global counting of leukocytes and in the values of serum immunoglobulins (IgG, IgM and IgA). It is known that the exhibition to ionizing radiation induces damages to ADN, resulting sometimes in mutation, mainly in the cells that present larger mitotic activity, like cells of the skin, intestinal covering and hematopoietic organs. With base in studies in the exposed patients to 137Cs, starting from the evaluation of the frequency of mutations, the possibility of an increase of carcinogenesis risk was considered in those individuals. Data obtained in studies of other radioactive accidents as that of Chernobyl and atomic bomb of Hiroshima and Nagasaki, demonstrate that radiation, besides acute effects, induces bone marrow alterations, larger predisposition to cancer development, thyroid auto-immune disease, gastritis, infectious diseases, among other illnesses. It has been suggested that abnormalities in the immunological response contribute to the appearance of those diseases, as alterations in the proportions of T cells and B cells, in serum antibodies levels, in cellular response and even in the production of autoantibodies. In this study, exposed patients did not presented more reactivity to auto-antigens, and did not presented no significant positivity to rheumatoid factor. Moretheless, we observed an increase in the global leukocyte number/mm3 in exposed individuals and also an increase in IgM level in individuals exposed to the lesser doses of ionizing radiation.
Palavras-chave: ACIDENTE RADIOATIVO
GOIÂNIA
RADIAÇÃO IONIZANTE
AUTO-ANTICORPO
CÉSIO 137
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências da Saúde
Programa: Ciências Ambientais e Saúde
Citação: ASSUNÇÃO, Julieny Avelina de. AVALIAÇÃO IMUNOLÓGICA DOS INDIVÍDUOS EXPOSTOS À RADIAÇÃO IONIZANTE DO 137Cs, NO ACIDENTE RADIOATIVO DE GOIÂNIA (BRASIL).. 2006. 58 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/3039
Data de defesa: 6-Jun-2006
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JULIENY AVELINA DE ASSUNCAO.pdf431,22 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.