???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3604
Tipo do documento: Dissertação
Título: ATEROSCLERÓTICOS HIPERTENSOS E OS POLIMORFISMOS DOS GENES eNOS (G894T e T786C), GSTT1 e GSTM1
Autor: Morais, Monize Prado de 
Primeiro orientador: Moura, Katia Karina Verolli de Oliveira
Primeiro membro da banca: Reis, Paulo Roberto de Melo
Segundo membro da banca: Dantas, Sabrina Fonseca Ingênito Moreira
Resumo: A aterosclerose é uma doença inflamatória crônica multifatorial que ocorre em resposta à agressão endotelial, acometendo a camada íntima de artérias de médio e grande calibre. A hipertensão arterial sistêmica é considerada o principal fator de risco para a formação das placas aterogênicas, aumentando o risco de eventos cardiovasculares em duas a três vezes. Vários genes estão envolvidos no processo da aterogênese e da hipertensão, nesta pesquisa foram estudados alguns polimorfismos de genes candidatos partícipes do processo que envolve ambas patologias, os polimorfismos G894T e T786C do gene eNOS, e os polimorfismos dos genes GSTT1 e GSTM1. O objetivo deste trabalho foi analisar e associar tais polimorfismos em indivíduos ateroscleróticos hipertensos e em indivíduos com ausência de hipertensão e aterosclerose. Este estudo trata-se de um caso-controle onde foram analisadas 267 amostras sendo 100 do grupo controle e 167 do grupo caso. As amostras foram submetidas à extração de DNA, em seguida à PCR e analisadas em gel de agarose a 1,5%, corados com brometo de etídio a 5 g/mL. Logo depois os resultados foram comparados utilizando o Teste Qui-Quadrado e o Teste G. Os resultados apontaram para uma prevalência do genótipo GT (76%) e do alelo mutante T (55,5%) do polimorfismo G894T (eNOS), com o p igual a 0,03. Já para o polimorfismo T786C (eNOS), o genótipo heterozigoto (TC) representou 58% da amostragem, com o alelo C prevalecendo com 61%, porém não houve significância estatística. Já na análise do gene GSTT1 houve prevalência do genótipo presente (84%) assim como da presença de GSTM1 (73%), sendo que em ambas associações o p detectado foi menor que 0,05. Foi encontrada associação entre o tabagismo apenas com o polimorfismo GSTM1. Quanto ao alcoolismo houve associação somente entre o GSTT1 e o hábito de beber. São muitas as possíveis interações desses polimorfismos e o desenvolvimento da aterosclerose e hipertensão, mas ainda são necessários mais estudos para uma maior elucidação destas associações.
Abstract: The atherosclerosis is a multifactorial chronic inflammatory disease that occurs in response to the endothelial aggression, compromising the intimate layer of media and large caliber arteries. The systemic arterial hypertension is considered the main risk factor for the formation of atherogenic plates, increasing the risk of cardiovascular events between two and three times. Several genes are involved in the process of atherogenesis and hypertension, this research studies some polymorphisms for candidates genes that participates in the process which involves both pathologies, the polymorphisms G894T and T-786C of the genes eNOS, and the polymorphisms of the genes GSTT1 and GSTM1. The objective of this work was to analyze and associate such polymorphisms in hypertensives atherosclerotics individuals and in individuals with absence of hypertension and atherosclerosis. This study deals with the control-case in which 267 samples were analyzed, of which 100 of control group and 167 of the group case. The samples were submitted to DNA extraction, then to PCR and analyzed in 1,5 % agarose gel, stained with ethidium bromide at 5µg/mL. Soon after, the results were compared using the Chi-Square test and the G-test. The results point to a prevalence of genotype GT (76%) and the mutant allele T (56%) of the polymorphism T786C (eNOS), with the p equal to 0.03. For the polymorphism T786C eNOS, the heterozygote genotype (TC) represented 58% of the sample, with the allele C prevailing with 61%, but there was no significant statistics. In the analysis of the gene GSTT1 prevailed the present genotype (84%) as well as the presence of GSTM1 (73%), in both associations the p detected was less than 0.05. Smoking association was found only in the polymorphism GSTM1. Regarding to alcoholism, there was only association between GSTT1 and the habit of drinking. There are many possible interactions of these polymorphisms and the development of atherosclerosis and hypertension, but more studies are necessary for further elucidation of these associations.
Palavras-chave: aterosclerose, hipertensão, eNOS, GSTT1, GSTM1.
Keywords: atherosclerosis, hypertension, eNOS, GSTT1, GSTM1.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Ciências Agrárias e Biológicas::Curso de Biologia Bacharelado
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Genética
Citação: Morais, Monize Prado de. ATEROSCLERÓTICOS HIPERTENSOS E OS POLIMORFISMOS DOS GENES eNOS (G894T e T786C), GSTT1 e GSTM1. 2016. 71 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Genética) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia - GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3604
Data de defesa: 4-Nov-2016
Appears in Collections:Mestrado em Genética

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MONIZE PRADO DE MORAIS.pdfTexto Completo8,1 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.