???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3632
Tipo do documento: Dissertação
Título: AVALIAÇÃO DO ESTRESSE OCUPACIONAL DE ENFERMEIROS DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA
Autor: Moraes Filho, Iel Marciano de 
Primeiro orientador: Almeida, Rogério José de
Primeiro membro da banca: Pargeon, Julia da Paixao Oliveira Mello e
Segundo membro da banca: Vilanova-Costa, Cesar Augusto Sam Tiago
Resumo: Este estudo teve o objetivo de avaliar o nível do estresse ocupacional dos enfermeiros da Estratégia Saúde da Família. Trata-se de um estudo transversal analítico com abordagem quantitativa. Foi realizado uma entrevista com 56 enfermeiros da Estratégia Saúde da Família das regiões norte e noroeste da cidade de Goiânia/GO. Foram utilizados dois questionários, sendo um sociodemográfico ocupacional e outro de avaliação do Estresse no Trabalho. Foi realizada uma análise descritiva das variáveis utilizando-se média, frequência e desvio padrão. Após foram calculados os escores de cada questão da escala, bem como o escore de estresse global. O teste utilizado para avaliar a existência ou não de diferença estatisticamente significativa (p≤0,05) entre amostras independentes e múltiplas variáveis foi a análise de variância (ANOVA). Os resultados identificaram que quanto mais elevada a idade, maior também é o nível de irritação acerca dessa situação organizacional (p=0,046). Na questão de gênero a pesquisa demonstrou que as mulheres compuseram 94,6% da amostra, sendo que o fator estressor está diretamente relacionado ao supervisor de não as incumbirem de responsabilidades importantes (p=0,011) e aqueles que afirmaram não ter religião constituem um grupo que tende a se sentir isolado na organização (p=0,003). Conclui-se que os enfermeiros encontravam-se altamente estressados com o modo de gestão em que estavam submetidos, pela falta de valorização, desacreditados de seu trabalho e empoderamento de terceiros de seus feitos. Tais fatores estressores podem desencadear sofrimento moral, sinais e sintomas diversos, associando o estresse a diferentes patologias, como a Síndrome de Burnout e a dependência química.
Abstract: This study aimed to evaluate the level of occupational stress of nurses who working on Family Health Strategy. This is a cross-sectional analytical study with a quantitative approach. An interview was conducted with 56 nurses from the Family Health Strategy of the northern and northwestern regions of the city of Goiânia/GO. Two questionnaires were used, being an occupational sociodemographic and the other evaluating stress at work. A descriptive analysis of the variables was performed using mean, frequency and standard deviation. The scores for each question were calculated as well as the overall stress score. The test used to evaluate the existence or not of a statistically significant difference (p≤0.05) between independent and multiple variables was analysis of variance (ANOVA). The results showed that the higher the age, the greater the level of irritation about this organizational situation (p = 0.046). Regarding the gender issue, the study showed that women comprised 94.6% of the sample, and the stressor is directly related to the supervisor, who is not responsible for significant responsibilities (p = 0.011) and those who affirm that they do not have a religion constitute a group Which tends to feel isolated in the organization (p = 0.003). It is concluded that the nurses were highly stressed with the management mode in which they are submitted, the lack of appreciation, discredit their work and empower third parties of their deeds. Such stressors can trigger moral distress, various signs and symptoms, associating stress with different pathologies, such as Burnout Syndrome and chemical dependence.
Palavras-chave: Ambiente de trabalho; Estresse psicológico; Enfermagem do trabalho; Saúde do trabalhador.
Working environment; Stress, Psychological; Occupational Health Nursing; Occupational Health.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Ciências Médicas, Famacêuticas e Biomédicas::Curso de Biomedicina
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Ciências Ambientais e Saúde
Citação: Moraes Filho, Iel Marciano de. AVALIAÇÃO DO ESTRESSE OCUPACIONAL DE ENFERMEIROS DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA. 2017. 57 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Ciências Ambientais e Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia - GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3632
Data de defesa: 3-Feb-2017
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IEL MARCIANO DE MORAES FILHO.pdfTexto Completo1,5 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.