???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3659
Tipo do documento: Dissertação
Título: O TEMPO NO ROMANCE AVALOVARA, DE OSMAN LINS
Autor: Bonifácio, Rafael Souza 
Primeiro orientador: Oliveira, Eris Antonio
Primeiro membro da banca: Rodrigues, Maria Aparecida
Segundo membro da banca: Correia, Paulo Petronilio
Resumo: O objeto desta dissertação é a escritura em Avalovara (2005), de Osman Lins. As características da obra repercutem a maneira nova de fazer arte, configurando-se numa espécie de enigma. O objetivo geral é traçar percepções da construção da obra. Os objetivos específicos são desenvolvidos em torno de leituras uniformes e desuniformes dos palíndromos, percebendo os efeitos da narrativa que circulam tempos na atemporalidade artística textual. A crítica do texto literário em Avalovara (2005) propala supostas divergências do reconhecimento da obra como gênero único, pois mistura palavras e símbolos num mesmo campo. A suposta necessidade de transparecer algo diferente faz dessa arte literária reflexo da vida solitária em sociedade. As histórias partem do imaginário, sendo reveladas nos signos, nos espaços de sentidos plurais, como o amor de Abel . A forma sígnica está contida no palíndromo, dentro da espiral. Sua cobertura é de elementos feitos de palavras, números, símbolos. Tudo usado para destacar os signos de uma imagem fulgurante de gênero literário. Os autores trabalhados incluem Ana Luiza Andrade (2014); Hannah Arendt (2000); Gaston Bachelard (2000); Mikhail Bakhtin (1997); João Alexandre Barbosa (1974); Roland Barthes (1992; 1987); Walter Benjamin (1996); Henri Bergson (2006); Antonio Candido (2005); Gilles Deleuze (1999; 2005); Benedito Nunes (1995), entre outros. Nesse sentido, a análise teórica da escritura incide na configuração do discurso. Assim, as estruturas de composição da narrativa perpassam pelo teatro grego, com o palíndromo, característico do século III a.C. A completude segue rumo ao infinito, estabelecendo o imaginário pelos fragmentos, causando variação de focos, espaços, temporalidades e linguagens.
Abstract: The object of this dissertation is the writing in Avalovara (2005), of Osman Lins. The characteristics of the work reflect the new way of making art, becoming a kind of enigma. The general objective is to draw perceptions of the construction of the work. The specific objectives are developed around uniform and unequifled readings of the palindromes, perceiving the effects of the narrative that circulate times in the textual artistic atemporality. Criticism of the literary text in Avalovara (2005) propounds supposed divergences from the recognition of the work as a single genre, for it mixes words and symbols in the same field. The supposed need to show something different makes this literary art a reflection of solitary life in society. The stories depart from the imaginary, being revealed in the signs, in the spaces of plural senses, such as Abel's love . The sign form is contained within the palindrome within the spiral. Its coverage is of elements made up of words, numbers, symbols. All used to highlight the signs of a glowing image of literary genre. The authors worked include Ana Luiza Andrade (2014); Hannah Arendt (2000); Gaston Bachelard (2000); Mikhail Bakhtin (1997); João Alexandre Barbosa (1974); Roland Barthes (1992; 1987); Walter Benjamin (1996); Henri Bergson (2006); Antonio Candido (2005); Gilles Deleuze (1999; 2005); Benedito Nunes (1995), among others. In this sense, the theoretical analysis of writing focuses on the configuration of discourse. Thus, the structures of composition of the narrative permeate the Greek theater, with the palindrome, characteristic of the third century BC. Completeness goes on towards the infinite, establishing the imaginary by the fragments, causing variation of focuses, spaces, temporalities and languages.
Palavras-chave: Avalovara. Espiral. Palíndromo. Tempo.
Avalovara. Palindrome. Spiral. Time.
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Formação de Professores e Humanidade::Curso de Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Letras
Citação: Bonifácio, Rafael Souza. O TEMPO NO ROMANCE AVALOVARA, DE OSMAN LINS. 2017. 72 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Letras) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia - GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3659
Data de defesa: 22-Mar-2017
Appears in Collections:Mestrado em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RAFAEL SOUZA BONIFÁCIO.pdfTexto Completo1,11 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.