???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3715
Tipo do documento: Dissertação
Título: A IMPORTÂNCIA DA LEGISLAÇÃO AMBIENTAL PARA A EXPLORAÇÃO DO OURO NO MUNICÍPIO DE MARA ROSA -GO.
Autor: Rodrigues, Eliane de Fátima 
Primeiro orientador: Santos, Nivaldo dos
Primeiro membro da banca: Marques, Benedito Ferreira
Segundo membro da banca: Araujo, Eric Santos
Resumo: O Município de Mara Rosa-Go, esta localizado a 298 km de distância da Capital do Estado de Goiás, atualmente apresenta um índice de pobreza alto, onde mais de 40 % da população sobrevive com menos de um salário mínimo mensal, porém em conseqüência da exploração do ouro apresenta um custo de vida relativamente alto. Seu subsolo é rico em minerais metálicos, principalmente ouro e cobre, sendo a exploração do ouro a causa primeira da ocupação do seu espaço territorial. A atividade minerária desenvolvida no Município, até o advento da Constituição Federal de 1988, foi marcada por vários impactos negativos sobre a população e sobre o meio ambiente, cujas conseqüências perduram até os dias atuais devido à falta de uma legislação mineral que realmente se preocupasse com a preservação do homem e do meio no qual vive. Atualmente as legislações, ambiental e mineral, possuem mecanismos capazes de controlar e reduzir os impactos desta sobre a saúde humana. Ocorre, porém, que é parcial e relativo o cumprimento da legislação ambiental, sendo observado que a influência econômica exercida pelas grandes empresas beneficiadoras de minérios sobre o meio ambiente, a economia, a sociedade e a saúde da população do Município sobrepõe os interesses individuais e coletivos. Outros fatores acabam por influenciar a eficácia legislativa: pode-se citar a falta de recursos humanos e materiais na estrutura da fiscalização que permitam um monitoramento constante das atividades minerárias a serem desenvolvidas, o desinteresse da população em cuidar da saúde procurando meios de prevenção da mesma, denunciando os abusos ambientais cometidos pelas usinas ou garimpeiros. É necessário lembrar que qualquer tipo de atividade a ser desenvolvido no Município causará um impacto – negativo ou positivo – sob aspectos econômicos, sociais e ambientais, devendo ser objeto de uma análise conjunta, capaz de avaliar os impactos cumulativos sobre o meio ambiente natural e a população do Município e propor meios capazes de amenizar os problemas decorrentes da exploração do ouro em Mara Rosa.
Abstract: O Município de Mara Rosa-Go, esta localizado a 298 km de distância da Capital do Estado de Goiás, atualmente apresenta um índice de pobreza alto, onde mais de 40 % da população sobrevive com menos de um salário mínimo mensal, porém em conseqüência da exploração do ouro apresenta um custo de vida relativamente alto. Seu subsolo é rico em minerais metálicos, principalmente ouro e cobre, sendo a exploração do ouro a causa primeira da ocupação do seu espaço territorial. A atividade minerária desenvolvida no Município, até o advento da Constituição Federal de 1988, foi marcada por vários impactos negativos sobre a população e sobre o meio ambiente, cujas conseqüências perduram até os dias atuais devido à falta de uma legislação mineral que realmente se preocupasse com a preservação do homem e do meio no qual vive. Atualmente as legislações, ambiental e mineral, possuem mecanismos capazes de controlar e reduzir os impactos desta sobre a saúde humana. Ocorre, porém, que é parcial e relativo o cumprimento da legislação ambiental, sendo observado que a influência econômica exercida pelas grandes empresas beneficiadoras de minérios sobre o meio ambiente, a economia, a sociedade e a saúde da população do Município sobrepõe os interesses individuais e coletivos. Outros fatores acabam por influenciar a eficácia legislativa: pode-se citar a falta de recursos humanos e materiais na estrutura da fiscalização que permitam um monitoramento constante das atividades minerárias a serem desenvolvidas, o desinteresse da população em cuidar da saúde procurando meios de prevenção da mesma, denunciando os abusos ambientais cometidos pelas usinas ou garimpeiros. É necessário lembrar que qualquer tipo de atividade a ser desenvolvido no Município causará um impacto – negativo ou positivo – sob aspectos econômicos, sociais e ambientais, devendo ser objeto de uma análise conjunta, capaz de avaliar os impactos cumulativos sobre o meio ambiente natural e a população do Município e propor meios capazes de amenizar os problemas decorrentes da exploração do ouro em Mara Rosa.
Palavras-chave: Exploração de ouro; Meio ambiente; qualidade de vida; aspectos econômicos; Mara Rosa (GO)
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Ciências Médicas, Famacêuticas e Biomédicas::Curso de Biomedicina
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Ciências Ambientais e Saúde
Citação: Rodrigues, Eliane de Fátima. A IMPORTÂNCIA DA LEGISLAÇÃO AMBIENTAL PARA A EXPLORAÇÃO DO OURO NO MUNICÍPIO DE MARA ROSA -GO. 2007. 129 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Ciências Ambientais e Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia - GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3715
Data de defesa: 30-Oct-2007
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ELIANE DE FATIMA RODRIGUES.pdfTexto Completo2,68 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.