???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3823
Tipo do documento: Dissertação
Título: O perfil vocal dos professores da educação infantil e do ensino fundamental de Goiânia
Autor: Villela, Ana Cláudia Mendes 
Primeiro orientador: Rabelo, Annete Scotti
Primeiro membro da banca: Domingues, Maria Herminia Marques da Silva
Segundo membro da banca: GUIMARÃES, MARIA TERESA CANESIN
Resumo: Os professores constituem uma categoria profissional que, além dos problemas típicos da função docente, como questões relativas aos recursos materiais e humanos, às cobranças pessoais e da sociedade em relação ao seu desempenho em função das modificações do contexto social dos últimos anos, ainda podem apresentar alterações vocais. A voz é um dos principais instrumentos de trabalho do professor mas se não for bem utilizada, poderá levar ao surgimento de distúrbios vocais, ocasionando, freqüentemente, mau desempenho comunicacional em sala de aula, interferindo no processo educacional. Acredita-se que a Fonoaudiologia tem um importante papel a desempenhar na interseção das áreas da Educação e da Saúde, fornecendo ao professor o conhecimento necessário de como lidar com a sua voz. Em outros países e em vários estados do Brasil foi comprovada a necessidade do conteúdo sobre educação vocal na grade curricular dos cursos de Magistério e Licenciatura, capaz de promover a saúde vocal como medida relevante para a instituição, tanto sob o ponto de vista didático-pedagógico como econômico, visando a melhoria das condições de ensino dos professores. Por isso, o objetivo deste trabalho foi, dentro da nossa realidade, delinear o perfil vocal dos professores da educação infantil e do ensino fundamental de Goiânia, tanto da rede particular quanto pública de ensino, com o intuito de contribuir para a reflexão dos colegiados responsáveis pela formação dos professores sobre a necessidade de incluir o conteúdo sobre educação vocal em uma disciplina da grade curricular. Nesse perfil, vão interferir as condições ambientais, as condições físicas de saúde, as crenças populares dos professores sobre os cuidados vocais e conseqüentes maus hábitos. Nas conclusões apresentadas, pode-se verificar que, dos 102 professores avaliados, 60, portanto mais da metade, apresentaram alterações no perfil vocal, justificando a importância da inclusão do conteúdo sobre saúde e impostação vocal em alguma disciplina da grade curricular nos cursos de formação para os professores, o que poderá prevenir alterações vocais com o adequado uso da voz e aperfeiçoar a função comunicativa dos docentes.
Abstract: Os professores constituem uma categoria profissional que, além dos problemas típicos da função docente, como questões relativas aos recursos materiais e humanos, às cobranças pessoais e da sociedade em relação ao seu desempenho em função das modificações do contexto social dos últimos anos, ainda podem apresentar alterações vocais. A voz é um dos principais instrumentos de trabalho do professor mas se não for bem utilizada, poderá levar ao surgimento de distúrbios vocais, ocasionando, freqüentemente, mau desempenho comunicacional em sala de aula, interferindo no processo educacional. Acredita-se que a Fonoaudiologia tem um importante papel a desempenhar na interseção das áreas da Educação e da Saúde, fornecendo ao professor o conhecimento necessário de como lidar com a sua voz. Em outros países e em vários estados do Brasil foi comprovada a necessidade do conteúdo sobre educação vocal na grade curricular dos cursos de Magistério e Licenciatura, capaz de promover a saúde vocal como medida relevante para a instituição, tanto sob o ponto de vista didático-pedagógico como econômico, visando a melhoria das condições de ensino dos professores. Por isso, o objetivo deste trabalho foi, dentro da nossa realidade, delinear o perfil vocal dos professores da educação infantil e do ensino fundamental de Goiânia, tanto da rede particular quanto pública de ensino, com o intuito de contribuir para a reflexão dos colegiados responsáveis pela formação dos professores sobre a necessidade de incluir o conteúdo sobre educação vocal em uma disciplina da grade curricular. Nesse perfil, vão interferir as condições ambientais, as condições físicas de saúde, as crenças populares dos professores sobre os cuidados vocais e conseqüentes maus hábitos. Nas conclusões apresentadas, pode-se verificar que, dos 102 professores avaliados, 60, portanto mais da metade, apresentaram alterações no perfil vocal, justificando a importância da inclusão do conteúdo sobre saúde e impostação vocal em alguma disciplina da grade curricular nos cursos de formação para os professores, o que poderá prevenir alterações vocais com o adequado uso da voz e aperfeiçoar a função comunicativa dos docentes.
Palavras-chave: saúde vocal, disfonia em professores, voz e educação.
vocal health, dysphonia in teachers, voice and education.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Formação de Professores e Humanidade::Curso de Pedagogia
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Educação
Citação: Villela, Ana Cláudia Mendes. O perfil vocal dos professores da educação infantil e do ensino fundamental de Goiânia. 2001. 178 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3823
Data de defesa: 1-Aug-2001
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Claudia Mendes Villela.pdfTexto Completo878,56 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.