???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3838
Tipo do documento: Dissertação
Título: O CORPO SOB A PERSPECTIVA DE JOVENS SKATISTAS
Título(s) alternativo(s): The body under young skateboarders’s perspective.
Autor: Lima, Marco Antônio Oliveira 
Primeiro orientador: Cavalcante, Cláudia Valente
Primeiro membro da banca: Duarte, Aldimar Jacinto
Segundo membro da banca: Viana Neto, Alcyr Alves
Resumo: As escolas esperam que os skatistas obedeçam às regras instituídas. Os skatistas adotam forma de vida onde o corpo é livre para se expressar/movimentar mediante a prática do skate. Daí surge tensa relação entre as instituições de ensino e os jovens skatistas. As regras educacionais podem representar estruturas biopolíticas que incidem sobre os corpos da juventude. Nesta conflitante relação vê-se que escolas e skatistas se influenciam dialeticamente. Pelo fato de acreditar que as escolas precisam repensar sua relação pedagógica com os skatistas é que se estabeleceu o corpo destes como objeto de pesquisa. O tema adotado no estudo – inserido na linha de pesquisa Educação, Sociedade e Cultura, do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu, da Pontifícia Universidade Católica de Goiás – foi: A relação dos jovens skatistas com o corpo na escola. Como questão norteadora pretendeu-se responder ao seguinte problema: Como os jovens skatistas dão sentido a apropriação de seus corpos na escola? De forma geral refletiu-se a respeito de como os jovens skatistas dão sentido a apropriação de seus corpos na escola. E especificamente 1) verificou-se como o corpo dos jovens skatistas vem sendo discutido no cenário acadêmico; 2) analisou-se o corpo dos jovens skatistas enquanto dimensão social que se constrói historicamente na rua, pista de skate e escola; e 3) investigou-se como os jovens skatistas percebem os seus corpos na escola. O público do estudo foram skatistas, de 15 a 29 anos, estudantes do ensino médio. Realizou-se pesquisa bibliográfica e o estado do conhecimento do objeto. Recorreu-se à pesquisa de campo para descobrir o público do estudo, sendo 7 jovens das quais 3 foram do sexo feminino e 4 do masculino. Coletaram-se os dados através de questionários mistos e entrevista semiestruturada. Os dados foram interpretados pelo referencial qualitativo. Dentre os autores utilizados citam-se Adorno e Horkheimer (1985); Bourdieu (1998); Foucault (2004); Marcuse (1981a); e Marx e Engels (2001). Acreditase que pela pesquisa contemplam-se perspectivas que contribuam para que as escolas reflitam criticamente acerca da educação do corpo dos jovens skatistas rumo à emancipação.
Abstract: Schools hope that skateboarders follow the instituted rules. The skateboarders adopt a life style where the body is free to express/move under skating practice. Then comes this tense relationship between educational institutions and the young skateboarders. The educational rules may represent biopolitic estructures that act under the younger’s bodies. In this hard situation, we realise that schools and skateboarders influence each other dialectically. For the belief that schools need to rethink their pedagogical relationship about skateboarders, they went established as object of analysis. The adopted theme of this study – in the research area Education, Society and Culture, of the Stricto Sensu Postgraduate Program, in Pontifícia Universidade Católica de Goiás – is: The skateboarders’s relationship with his bodies at school. As a guiding question, it pretends to answer the following problem: How do young skateboarders give meaning to his bodies’s apropiation at school? In general, it was reflected about how young skateboarders give meaning to his bodies’s apropriation at school. And especifically 1) it checks how the young skateboarders’s bodies has been discuted in the academic space; 2) it analyzes the young skateboarders’s bodies while social dimension that’s historical built in streets, skate lanes and schools; and 3) it’s under study how the young skateboarders realise his own bodies at school. The target public of this study are skateboarders from 15 to 29 years old, high-school students. It was needed to understand how much they knew about this theme and make all the bibliographical search. Field research was needed to discover the target public, who was 7 young guys, being 3 from female sex and 4 from male sex. All the information was colected throught mixed questionaires and half structured interview. The information were interpreted throught qualitative reference. Among used authors, it’s needed to mencionate Adorno and Horkheimer (1985); Bourdieu (1998); Foucault (2004); Marcuse (1981a); and Marx and Engels (2001). It’s beliavable that throught this study it can find many other views that contributes for the school to reflect about young skateboarders bodies’s education in front of emancipation.
Palavras-chave: Escolas; Jovens skatistas; Corpos; Emancipação.
Schools; Young skateboarders; Bodies; Emancipation.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Formação de Professores e Humanidade::Curso de Pedagogia
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Educação
Citação: Lima, Marco Antônio Oliveira. O CORPO SOB A PERSPECTIVA DE JOVENS SKATISTAS. 2017. 207 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3838
Data de defesa: 31-Aug-2017
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARCO ANTÔNIO OLIVEIRA LIMA.pdfTexto Completo1,86 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.