???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3942
Tipo do documento: Dissertação
Título: O TRABALHO EM TURNOS DE REVEZAMENTO EM UMA EMPRESA ESTATAL: UMA ANÁLISE EM PSICODINÂMICA DO TRABALHO
Autor: Borges, Anna Flávia Ferreira 
Primeiro orientador: Macêdo, Kátia Barbosa
Primeiro membro da banca: Rodrigues, Katia Cristina Tarouquella
Segundo membro da banca: Mendonça, Helenides
Resumo: A presente dissertação traz resultados de um estudo empírico que teve por objetivo investigar os impactos do trabalho em regime de turnos de revezamento e discorrer sobre como essa modalidade de jornada de trabalho pode interferir nas esferas familiar, social e na saúde desses trabalhadores, que é uma categoria pouco estudada. Trata-se de um estudo de caráter descritivo exploratório, embasado teórica e metodologicamente na abordagem da Psicodinâmica do Trabalho (PDT), realizado com um grupo composto por 12 trabalhadores de uma empresa estatal de energia elétrica – ocupantes do cargo de “operador de subestação e usinas hidrelétricas” – que desempenham suas atividades em turnos de revezamento. Foram desenvolvidas três sessões de discussão coletiva e um encontro para validação da pesquisa. Os dados foram analisados por meio da análise clínica do trabalho. Foram adotadas, para fins deste estudo, três categorias: a primeira delas consistiu no trabalho em turnos; a segunda foi a Organização do Trabalho e a terceira, a Mobilização Subjetiva. O trabalho para a (PDT) é um elemento central na constituição da saúde e da identidade e o principal elo entre indivíduos e a sociedade; por esta razão, investigaram-se as vivências de prazer e sofrimento no trabalho desses profissionais. No que diz respeito ao trabalho em turnos, aliado à rotina rígida e burocrática dos trabalhadores estudados, os dados apontam para a ocorrência de sofrimento por eles vivenciado, manifesto na(o): dificuldade em conciliar trabalho e vida sociofamiliar; sobrecarga doméstica; dificuldade em se desligar do trabalho; riscos a que estão expostos pela profissão; patologias adquiridas pelo trabalho em turnos. Constatou-se que o turno que mais impacta a saúde dos trabalhadores em turnos é o noturno, causando prejuízos evidenciados pelos sintomas de irritabilidade, desânimo, alterações de humor, dores de cabeça e cansaço. As principais patologias identificadas por esse estudo foram insônia ou sonolência excessiva, cansaço, irritabilidade, estresse, fadiga e depressão. No entanto, a clínica mostrou que há cooperação e confiança no grupo, aspectos que, somados ao reconhecimento simbólico, são decisivos para que todos atribuam sentido positivo ao trabalho de operadores de subestação em turnos e sintam-se pertencentes a este grupo profissional de trabalhadores, fortalecendo sua identidade. Ressalta-se que as principais estratégias identificadas no grupo pesquisado foram a união e cooperação, preconizados pela psicodinâmica do trabalho como uma mediação imprescindível na formação e na renovação das solidariedades contra o sofrimento no trabalho. Na categoria compreendida como Mobilização Subjetiva, os trabalhadores vivenciam mais o prazer no trabalho relacionado a: disponibilidade nos dias de folgas para resolver questões particulares e familiares; viagens; remuneração; relacionamento com as pessoas no local de trabalho; desafios e novas oportunidades de trabalho e sentido positivo do trabalho como operador. Acredita-se que o maior ganho obtido com essa pesquisa pelos trabalhadores foi repensar as questões pertinentes ao seu trabalho e por isso, sugere-se a continuidade do espaço de discussão coletiva para que os trabalhadores possam encontrar nesse espaço, um local de fala e escuta das questões laborais, além de implementações de ações em níveis individual, coletivo e familiar que visem minimizar os impactos causados pela organização temporal de trabalho em regime de turnos.
Abstract: This master’s dissertation presents an empirical study results which intends to investigate the shift work impacts and to discuss how this model of working can interfere in the worker’s family and social life and in his health. This is a descriptive exploratory study, based theoretically and methodologically on the Psychodynamics of Work approach, carried out with a group of 12 employees of a state-owned electric power company - operators of substation and hydro-electric power station - that perform their job in rotational shift work schedule. Three collective discussion sessions and a meeting for the research's validation were developed. The data were examined through the work clinical analysis. Three categories were adopted for this study's purposes: the first one is concerned to the shift work; the second was the Organization of Work and, the third one, the subjective mobilization. According to the Psychodynamics of Work premises, work is a central factor in the constitution of worker's health and identity, and the main link between individuals and society; for that reason, the experiences of pleasure and suffering in the work of these professionals were investigated. Concerning to the shift work, allied to the rigid and bureaucratic routine of the investigated workers, the data point to the occurrence of suffering supported by them, evidenced in: difficulty in reconciling work and social/family life; domestic overtasks; difficulty in disconnecting mentally from work; risks they are submitted to, due to the profession; relatedshift work pathologies. It was verified that the shift work most affects the workers' health is the night one, causing damages evidenced by the following symptoms: irritability, discouragement, mood disorders, headaches and fatigue. In this study, the main pathologies identified were insomnia or excessive drowsiness, irritability, stress, fatigue and depression. However, the clinic demonstrated that there are cooperation and trusting among the group, which added to the symbolic recognition are decisive for all people of the company recognize the importance of the work developed by the substation operators in rotating shifts and also feel themselves part of this laborer group, strengthening their identity. It should be noted that the main strategies identified in the group studied were union and cooperation, advocated by the psychodynamics of work as an essential mediation in the formation and renewal of solidarities against suffering at work. In the category Subjective Mobilization, workers experience the pleasure in work concerning to: availability on days-off to solve particular and familiar issues; travels; remuneration; relationship with colleagues; challenges and new job opportunities and a work positive sense in the operator position, which influence the mental health maintenance in the group of the surveyed workers. It is believed that the greatest gain obtained with this research by the workers was to rethink the pertinent questions to their work and for that, It is suggested the permanence of the space for collective discussion so that workers can develop individual and collective strategies to help them to deal with this regime of work, as well as implementations of actions at individual, collective and family levels in order to minimize the impacts caused by the shift work model.
Palavras-chave: Trabalhadores em turnos e noturnos, Psicodinâmica do Trabalho, Saúde mental, Vivências de prazer e sofrimento.
Shift workers and night shift workers, Psychodynamics of Work, Mental health, Pleasure and suffering experiences.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Ciências Sociais e Saúde::Curso de Psicologia
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Psicologia
Citação: Borges, Anna Flávia Ferreira. O TRABALHO EM TURNOS DE REVEZAMENTO EM UMA EMPRESA ESTATAL: UMA ANÁLISE EM PSICODINÂMICA DO TRABALHO. 2017. 172 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3942
Data de defesa: 12-Dec-2017
Appears in Collections:Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANNA FLÁVIA FERREIRA BORGES.pdfTexto Completo1,91 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.