???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3973
Tipo do documento: Dissertação
Título: INCLUINDO A PROFESSORA: SUBJETIVIDADE NO CONTEXTO DA INSERÇÃO DE CRIANÇAS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS EM CLASSES COMUNS DE ENSINO
Autor: Barboza, Sandra de Fátima 
Primeiro orientador: Cupolillo, Mercedes Villa
Primeiro membro da banca: Tiballi, Elianda Figueiredo Arantes
Segundo membro da banca: Maciel, Diva Maria Moraes Albuquerque
Resumo: O objetivo do presente trabalho é discutir aspectos da formação do professor relacionados à inclusão de crianças com necessidades educacionais especiais em classes comuns. Como processo histórico, complexo, remete também à singularidade de situações que envolvem sujeitos concretos em sua interatividade dinâmica. A pesquisa desenvolveu-se numa classe comum de l.ª série da rede pública estadual de Goiás no ano de l999 e teve, como principal foco, as interações que a professora mantinha com alunos egressos de classes especiais, considerando-se que professores das classes comuns são apontados como pólo de resistência ao processo inclusivo. A pesquisa visou investigar a procedência e o sentido dessa resistência. A construção dos dados valeu-se de múltiplas fontes: a pesquisa bibliográfica, a pesquisa integrada, análise documental, observação participante registrada em fitas de vídeo, que se convertiam em material-base de discussão na compreensão da subjetividade da professora. Adotou-se como metodologia o contexto de significação, que se refere a recortes de situações interativo-discursivas, analisadas à partir do aporte teórico de Vygotsky e da perspectiva coconstrutivista do desenvolvimento, constituindo-se em zonas de sentido acerca do processo pesquisado. Como resultados encontrados pode-se destacar a descrença da professora em relação às políticas públicas, bem como a ausência de um projeto profissional. Há um predomínio da representação do desenvolvimento como algo dado e circunscrito ao sujeito. Observou-se que as subjetividades das crianças constituem e são constituídas dialeticamente na de sala de aula, configurando-se em situações concretas de exclusão–inclusão. A inclusão, portanto, não é uma entidade autônoma, inerente à condição dos sujeitos, mas conferida ou negada em situações de interatividade dinâmica, em que a professora solitariamente confronta-se com situações com as quais não aprendeu a lidar.
Abstract: The aim of this work is to assess aspects concerning teacher training in regards to the inclusion of children with special educacional needs in regular classes. Due to the historic complexity of the subject matter, specific cases of dynamic interactivity between individuals are analyzed upon. The research is based on observations carried out in a regular public elementary first grade class from Goiânia, Goiás–Brazil in 1999. The main focus was the communication the teacher maintained with students from special classes, acknowledging teachers of common classes as being the main pole of resistance to the process. This research aimed at investigating the origin and reason of that resistance. The data were collected from multiple sources: bibliographic research, integrated research, documental analysis, participating observations documented on video; the latter became the base source for the discussion in the comprehension of the teacher’s subjectivity. The metodology applied was that of meaning context referring to parts of interactive discoursive situations. They were analyzed based on Vygotsky’s theories and on developmental construtivist perspective which constituted sense zones about the research. The teacher’s disbelief in public policies as well as the lack of a professional project should be emphasized upon as being the findings of most relevance. The developmental representation is regarded as being enclosed to the individuals. It has been noted that children’s subjectivitis constituting and is dialectally constituted within exclusive-inclusive real situations in classroom. As a result, inclusion is not an autonomous entity which is inherent to the individual conditions. It is confirmed or denied within dynamic interactivity situations in which the teacher finds herself lonely facing situations with which she has not learnt how to to cope.
Palavras-chave: Inclusão, crianças, necessidades especiais, políticas públicas, projeto profissional
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Ciências Sociais e Saúde::Curso de Psicologia
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Psicologia
Citação: Barboza, Sandra de Fátima. INCLUINDO A PROFESSORA: SUBJETIVIDADE NO CONTEXTO DA INSERÇÃO DE CRIANÇAS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS EM CLASSES COMUNS DE ENSINO. 2001. 178 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/3973
Data de defesa: 21-Sep-2001
Appears in Collections:Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SANDRA DE FATIMA BARBOZA.pdfTexto Completo563,15 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.