???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4053
Tipo do documento: Dissertação
Título: EDUCAÇÃO INTEGRAL E ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: CONCEPÇÕES DE PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE GOIÁS SOBRE O PROJETO SER PLENO Goiânia – Goiás
Autor: Damásio, Rosinei Abadia 
Primeiro orientador: Zanatta, Beatriz Aparecida
Primeiro membro da banca: Zanatta, Beatriz Aparecida
Segundo membro da banca: Freitas, Raquel Aparecida Marra da Madeira Freitas
Terceiro membro da banca: Rosa, Sandra Valéria Limonta
Resumo: O presente estudo insere-se na linha de pesquisa Teorias Educacionais e Processos Pedagógicos, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC). Tem como objeto o Projeto experimental de educação em tempo integral Ser Pleno elaborado pela Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte (SEDUCE) em parceria com o Instituo Jaime Câmara, implantado em dez escolas da rede de ensino estadual do Estado de Goiás a partir de 2014. O problema que se buscou esclarecer foi quais as concepções dos professores das escolas que participaram do Projeto Ser Pleno sobre educação integral e, em particular, sobre o Projeto Ser Pleno e o conceito de Ser Pleno? Privilegiando as proposições dos autores Cavaliere, Coelho, Libâneo, Moll, Paro, Limonta, entre outros, a pesquisa. Teve como objetivos: identificar a concepção de Educação Integral e Ser Pleno dos professores do Projeto Ser Pleno – Goiânia/Go; delinear o percurso histórico da concepção de educação integral no contexto brasileiro; estabelecer o cotejamento entre a visão dos professores sobre educação integral e a concepção de ser pleno. Para investigar o problema realizou-se uma pesquisa qualitativa envolvendo pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo. A pesquisa bibliográfica abrangeu o período de 2010 a 2016 com foco em obras pertinentes ao tema estudado. A pesquisa de campo envolveu quatro escolas públicas da Educação Básica do Projeto Ser Pleno – Goiânia/Go vinculadas à Secretaria Estadual de Educação e teve como sujeitos os professores do Projeto Ser Pleno. A coleta de dados incluiu entrevistas e análise documental. Para a análise documental, buscou-se levantar na legislação educacional os principais materiais que regulamentam a educação integral, analisando-se documentos como a Constituição Federal de 1988, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996, o Plano Nacional de Educação (2014-2024), o Projeto Ser Pleno e outros documentos nacionais, além do Projeto Político Pedagógico das escolas em que se desenvolveu a pesquisa. Na análise dos dados foram adotadas as orientações de Bogdan & Biklen (1994) para a categorização e sistematização dos dados, delineandose às seguintes categorias: Educação Integral, Ser Pleno e Expectativas quanto ao futuro das escolas. Os resultados obtidos revelam a compreensão dos professores acerca do Projeto Ser Pleno e de Educação Integral, quais sejam, a desresponsabilização do Estado pela educação pública, ainda que a permanência do aluno na escola produza a aparente percepção de que o Estado está aumentando sua atuação, ênfase na questão do risco social de crianças e adolescentes, de modo que a função de assistência social passa a ser incorporada às responsabilidades da instituição escolar, distinção entre escola integral e educação integral, com base na ideia de que não basta oferecer uma escola de tempo integral, é preciso ofertar uma educação integral, que extrapola o ambiente escolar. A ênfase na ideia do desenvolvimento das competências socioemocionais. A pesquisa revela a necessidade de compreensão da escola de tempo integral como direito a uma educação escolar que promova o desenvolvimento integral
Abstract: This study is inserted in the research line "Educational Theories and Pedagogical Processes" of the Graduate Program in Education of the Pontifical Catholic University of Goiás (PUC). The theme of this research is Integral Education and the conceptions of the teachers on Integral Education and on the “Projeto Ser Pleno in 2014. Highlighting propositions from authors like Cavaliere, Coelho, Libâneo, Moll, Paro, Limonta, among others, and concerning the analysis and understanding of the theme, the research problem was formulated: what do the teachers of the schools of the “Projeto Ser Pleno” think about Integral Education and, in particular, about “Being Full”. The research aims were: to identify the “Projeto Ser Pleno Goiânia/GO teachers conception of Integral Education and “Being Full”; to outline the historic route of the Integral Education framing in the Brazilian context; establish the collation between teacher’s perspective about Integral Education and the conception of “Being Full”. To investigate the problem, a qualitative research was carried out involving bibliographical and field research. The review covered the period between 2010 and 2016 focusing on relevant works about the studied subject. The field research involved four public primary schools from the “Projeto Ser Pleno”. The data collection included interviews and documentary analysis. For the documentary analysis, it was tried to raise in the educational legislation the main materials that regulate the integral education, analyzing documents like the Federal Constitution of 1988, the Law of Directives and Bases of the National Education of 1996, the National Plan of Education (2014-2024), the “To be full Project” and other national documents, besides the Pedagogical Political Project of the schools in which the research was carried out. The data analyses were based on the Bogdan & Biklen (1994) guidelines for data categorization and systematization, outlining the following categories: Integral Education, “To be full” and Expectations regarding schools future. The results reveal the teacher’s understanding about the “Projeto Ser Pleno” and Integral Education Project, namely, the state's lack of responsibility for public education, even though the student's stay in school produces the apparent perception that the State is increasing their performance; emphasis on the issue of the social risk of children and adolescents, so that the social assistance function is incorporated into the responsibilities of the school institution; distinction between integral school and integral education, based on the idea that it is not enough to offer a full-time school, but it is necessary to offer an integral education that goes beyond the school environment. The research reveals the need to understand full-time school as a right to a school education that promotes intellectual development
Palavras-chave: Educação integral. Escola de tempo integral. Projeto Ser Pleno
Integral education. Full-time school.Projeto Ser Pleno
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Formação de Professores e Humanidade::Curso de Pedagogia
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Educação
Citação: Damásio, Rodinei Abadia Damásio. EDUCAÇÃO INTEGRAL E ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL: CONCEPÇÕES DE PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE GOIÁS SOBRE O PROJETO SER PLENO Goiânia – Goiás. 2018. 153 fl. Dissertação( Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4053
Data de defesa: 19-Mar-2018
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ROSINEI ABADIA DAMÁSIO.pdf1,48 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.