???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4154
Tipo do documento: Dissertação
Título: Preconceito, Opressão e Estratégias de Enfrentamento: Relato de Homens Homossexuais
Autor: Souza, Najla Maria Carvalho de 
Primeiro orientador: Ribeiro, Maysa Ferreira Martins
Primeiro membro da banca: Vandenberghe, Luc
Segundo membro da banca: Pedrosa, Sheila Mara
Resumo: Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, desenvolvido com o objetivo de compreender as experiências vividas por homens no processo de reconhecimento e revelação da homossexualidade, com foco nos desafios e nas estratégias de enfrentamento. Participaram do estudo nove homens que assumiram sua homossexualidade. A amostra foi recrutada de forma aleatória e por conveniência, por meio da técnica em cadeias denominada snowball sampling ou amostragem em bola de neve. O estudo foi realizado na cidade de Anápolis, Goiás. Para coleta de dados, utilizou-se a entrevista semiestruturada em local escolhido pelo participante. A coleta e a análise dos dados foram realizadas simultaneamente, segundo o preconizado pela Teoria Fundamentada nos Dados. Após a análise, descreveu-se a trajetória dos participantes em relação aos sentimentos e experiências vivenciados no processo de compreensão da própria homossexualidade até a revelação aos familiares e amigos. Todo esse processo tem uma temporalidade e revela diversos sentimentos, percepções, dificuldades pessoais, sociais e enfrentamentos, resultando na construção de uma nova filosofia de vida. As explicações dos participantes sobre a homossexualidade referem-se ao fato de ter estado presente desde o nascimento, sendo, portanto, inata. Os homossexuais percebem-se fora do padrão construído para o sexo masculino, o que causa sofrimentos e conflitos internos. Para o homossexual masculino, este processo de reconhecimento é um caminho solitário e sofrido, pois o preconceito e a discriminação intensificam os conflitos pessoais, a repressão dos desejos e o isolamento social, o que colabora para o adoecimento físico e mental. O abuso sexual infantil, impetrado por parentes, como tios e primos, esteve presente na vida da maioria dos homossexuais na infância e adolescência, mas os pais não foram capazes de identificar as mudanças de comportamentos, o sofrimento emocional e os riscos a que estavam expostos seus filhos diariamente. Para amenizar os inúmeros conflitos que se apresentam neste processo, as estratégias utilizadas foram tentar modificar ou reprimir seus desejos, driblar a desconfiança dos familiares e buscar ajuda na religião para transformação dos desejos homossexuais. O processo de assumir-se para família é descrito como um período permeado por temores de não ser aceito pela família, o que gera isolamento, ansiedade e depressão. Os familiares reagem a esta notícia de forma variada: seus sentimentos transitam de raiva à aceitação. Temem, sobretudo, que o filho sofra violência social, se transforme em travesti e se exponha a infeções sexualmente transmitidas. Já os desafios após a revelação foram enfrentar reclusão domiciliar, expulsão de casa e restrições da convivência com amigos homossexuais. No ambiente social, as consequências envolvem uso abusivo de drogas e álcool, gastos demasiados, perda de amigos, homofobia na escola e no trabalho e afastamento do círculo religioso. Constituíram estratégias de enfrentamento: autoaceitação, superação de sentimentos de ódio e conquista da independência financeira. Os sentimentos que emergiram nos dois processos, o de autocompreensão e assumir-se para família, trouxeram amadurecimento e uma nova filosofia de vida individual. Considera-se que desvelar a experiência dos homossexuais na compreensão de si contribui para que pesquisadores, profissionais de saúde e gestores busquem novos modelos de atenção à saúde para prevenção do adoecimento físico e mental da população LGBT, de forma humanizada, nos três níveis de atenção à saúde.
Abstract: This is a qualitative approach study, developed with the objective of understanding the experiences of men in the acknowledgment and disclosure process of their homosexuality, focusing on the challenges and coping strategies. Nine men who came out as homosexuals participated in this study. The sample was recruited at random and conveniently, using the technique in chains called snowball sampling. The study was carried out in the city of Anapolis , Goias. For data collection, the semi-structured interview was used, in a place chosen by the participant. The data collection and analysis were performed simultaneously, according to the Theory-Based of Data. After the analysis, the participants trajectory were described regarding their feelings and experiences lived in the process of understanding of one's own homosexuality, up to coming out to family and friends. All of this process has a temporality and reveal a diversity of feelings, perceptions, personal and social difficulties, and confrontations, resulting in the construction of a new philosophy of life. The participants’ explanations of their homosexuality refer to the fact that it has been present since birth and therefore are innate. Homosexuals perceive themselves outside the standard built for the male sex, which causes internal suffering and conflicts. For the male homosexual, this process of acknowledgment is a solitary and suffered path, because prejudice and discrimination intensify personal conflicts, suppression of desires and social isolation, which contributes to physical and mental illness. Child sexual abuse, perpetrated by relatives such as uncles and cousins, was present in the life of most homosexuals in childhood and adolescence, but parents were not able to identify behavioural changes, emotional suffering, and the risks that their children were exposed to daily.To soften the many conflicts that were present in this process, the strategies used were to try to modify or suppress their desires, to dodge the suspicion of family members and to seek help in religion for the transformation of homosexual desires. The process of coming out to the family is described as a period permeated by fears of not being accepted by the family, which generates isolation, anxiety and depression. Relatives respond to this news in a variety of ways: their feelings go from anger to acceptance. They fear, above all, that the child will suffer social violence, become a transvestite and expose themselves to sexually transmitted infections. Yet the challenges after the disclosure were to face seclusion, expulsion from house and restrictions of coexisting with homosexual friends. In the social environment, the consequences involve abuse of drugs and alcohol, excessive spending, loss of friends, homophobia at school and at work, and seclusion from their religious circle. Coping strategies were constituted by: self-acceptance, overcoming feelings of hate and achieving financial independence. The feelings that emerged in the two processes, that of self-understanding and coming out to the family, brought maturity and a new individual philosophy of life. It is considered that unveiling the experience of homosexuals in the understanding of themselves contributes to seeking new models of health care by researchers, health professionals and managers to prevent the physical and mental illness of the LGBT population, in a humanized way, in the three levels of health care.
Palavras-chave: homossexualidade, identidade de gênero, gênero, abuso sexual, preconceito
Homosexuality, gender identity, gender, sexual abuse, prejudgement.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Ciências Sociais e Saúde::Curso de Enfermagem
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Atenção à Saúde
Citação: Souza, Najla Maria Carvalho de. Preconceito, Opressão e Estratégias de Enfrentamento: Relato de Homens Homossexuais. 2017. 121 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Atenção à Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4154
Data de defesa: 28-Aug-2017
Appears in Collections:Mestrado em Atenção à Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Najla Maria Carvalho de Souza.pdfTexto Completo1,59 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.