???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4258
Tipo do documento: Dissertação
Título: Evolução do Nível de Sobrecarga de Mães de Crianças com Síndrome Congênita do Zika Vírus
Título(s) alternativo(s): Evolution of the level of overload of mothers of children with Congenital Syndrome of Zika Virus.
Autor: Veríssimo, Thereza Cristina Rodrigues Abdalla 
Primeiro orientador: Prudente, Cejane Oliveira Martins
Primeiro coorientador: Ribeiro, Maysa Ferreira Martins
Primeiro membro da banca: Schimchak, Gabriela Alvarenga
Segundo membro da banca: Gervásio, Flávia Martins
Resumo: Trata-se de uma dissertação no formato artigo científico, sendo o primeiro um estudo de revisão integrativa com o objetivo de analisar as vivências emocionais em familiares de crianças com Síndrome Congênita do Zika Vírus e o segundo um estudo longitudinal e observacional, com objetivo de analisar a evolução do nível de sobrecarga de mães de crianças com Síndrome Congênita do Zika Vírus após 10 meses de reabilitação. O artigo de revisão foi importante para a construção do estudo observacional. A revisão integrativa respondeu a seguinte pergunta de pesquisa: Quais são as vivências emocionais em familiares de crianças com diagnóstico de Síndrome Congênita do Zika Vírus? Foram utilizados os descritores “Zika Vírus e Família” e “Zika Virus and Family” e a busca ocorreu nas bases de dados SciELO, PubMed, PyscoINFO e LILACS. Foram encontrados no total 09 artigos, sendo dois quantitativos e sete qualitativos. Este estudo concluiu que os familiares de crianças com Síndrome Congênita do Zika Vírus podem estar adoecidos emocionalmente e apresentam sintomas como ansiedade, depressão e medo do futuro da criança e dificuldades socioeconômicas. No artigo observacional foram utilizados o Questionário de Avaliação de Sobrecarga do Cuidador Informal (QASCI) e questionários sociodemográficos construídos pelas pesquisadoras. A amostra foi composta por 15 mães de crianças com diagnóstico de Síndrome Congênita do Zika Vírus. As mães foram avaliadas antes das intervenções e após 10 meses. Durante este período foram submetidas a grupos de orientação e a terapias psicológicas individuais de acordo com suas demandas. Este mostrou que as mães tiveram uma piora nos níveis de sobrecarga após 10 meses. Esta piora foi observada principalmente nas dimensões de Sobrecarga Emocional, Implicações na Vida Pessoal, Reações a Exigências e Mecanismos de Eficácia e Controle. Nas dimensões Sobrecarga Financeira e Suporte Familiar houve uma tendência a piora. As mães de baixa renda, que relataram cuidar sozinhas dos filhos e que possuíam maior escolaridade, apresentaram pior evolução de sobrecarga. Sugere-se então políticas públicas específicas para estas mães a fim de amenizar o impacto destes cuidados, acompanhamento contínuo multiprofissional e uma melhor distribuição das tarefas entre os membros da família para que estas mães não fiquem sobrecarregadas.
Abstract: The study was carried out with the Congenital Syndrome of the Zika Virus after 10 months of rehabilitation. The review article was extremely important for the construction of the observational study. "This is an integrative review conducted to answer the following research problem: What are the emotional experiences of babies with Zika's Congenital Syndrome?" The research was used in the descriptors “Zika Vírus e Família” and "Zika virus and family" and a search in the databases SciELO, PubMed, PyscoINFO and LILACS. A total of 09 articles were found, being two quantitative and seven qualitative. This study concluded that Zika's Syndrome of Congenital Syndrome may be suffering emotionally and that healthy symptoms such as anxiety, depression, fear of the child's future and socioeconomic difficulties. In the observational item, the Informal Caregiver Overload Assessment Questionnaire (QASCI) and sociodemographic questionnaires constructed by the researchers were used. The sample was made by 15 mothers of children with Zika Virus Congenital Syndrome. The messages were evaluated before the intervention and after 10 months. During this period, they were subjected to counseling groups and individual psychological therapies according to their demands. The longitudinal and observational article showed that as the mothers had worsened load levels after 10 months. This is one of the main attributions of Emotional Overload, Implications in Personal Life, Reactions and Demands and Mechanisms of Effectiveness and Control. In the Financial and Family Support Tool, it has tended to worsen. Lowincome mothers, who are mothers of children and children, are more likely to carry overload levels. The special needs of these mothers are suggested to mitigate the impact of care, continuous multiprofessional follow-up and better distribution among family members so that these mothers are not burdened.
Palavras-chave: Zika Vírus, Mães, Família, Sobrecarga.
Zika Vírus, Mother, Family, Burden.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Ciências Sociais e Saúde::Curso de Enfermagem
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Atenção à Saúde
Citação: Veríssimo, Thereza Cristina Rodrigues Abdalla. Evolução do Nível de Sobrecarga de Mães de Crianças com Síndrome Congênita do Zika Vírus. 2019. 83 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Atenção à Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4258
Data de defesa: 26-Mar-2019
Appears in Collections:Mestrado em Atenção à Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Thereza Cristina Rodrigues Abdalla Veríssimo.pdfTexto Completo4,8 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.