???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4312
Tipo do documento: Dissertação
Título: O Papel dos Polimorfismos de Genes da Via de Reparo com a Radiotoxicidade em Pacientes com Câncer de Cólo Uterino
Autor: Carvalho, Ana Terra Silva 
Primeiro orientador: Soares, Renata de Bastos Ascenço
Primeiro membro da banca: Silva, Antonio Márcio Teodoro Cordeiro
Segundo membro da banca: Jesuino, Rosalia Santos Amorim
Resumo: No Brasil, o câncer cervical é o segundo mais comum entre as mulheres. A radioterapia faz parte do seu manejo interdisciplinar, desempenhando papel importante em seu controle loco regional. O grande desafio da medicina moderna em radioterapia é desenvolver métodos preditivos que possam determinar o grau de radiossensibilidade da paciente e dos tecidos adjacentes saudáveis, afim de individualizar a dose de radiação prescrita, prevenindo efeitos colaterais severos e promovendo um melhor controle tumoral local. Este estudo avaliou os efeitos adversos agudos e crônicos na pele, trato gastrointestinal inferior e trato urinário durante a radioterapia, em 47 pacientes de câncer do colo do útero. Material e Métodos: O DNA foi extraído do material biológico (sangue periférico) coletado de todas as pacientes estudadas. Os fragmentos de TP53 e ATM foram amplificados e em seguida sequenciados, afim de verificar se há qualquer polimorfismo que poderia ser responsável pela radiossensibilidade das pacientes. Resultados e Discussão: Por meio de uma análise univariada, a variável idade do diagnóstico se associou fortemente ao risco de desenvolvimento de toxicidade aguda da pele (p=0,023). Pacientes que receberam uma dose elevada de teleterapia e pacientes que foram submetidas a braquiterapia, mostraram uma incidência significativa de toxicidade crônica do trato urinário (p=0,031) e (p=0,019), respectivamente. A troca G>A na posição 5557 do gene ATM mostrou uma associação significativa com o risco de toxicidade aguda do trato gastrinstestinal inferior (p=0,008). Não houve associação entre os polimorfismos de TP53 analisados e a frequência de efeitos adversos (p>0,05). Nossos dados revelaram ainda que pacientes que evoluíram a óbito apresentaram associação significativa (p=0,019) com a o aumento de radiossensibilidade crônica da pele. Conclusão: Estas observações corroboram a importância de investigar o perfil genético para prever efeitos adversos em pacientes com câncer cervical submetidas a radioterapia. Esses genes têm um papel importante em vias de reparo de DNA e provavelmente são capazes de modificar as respostas dos tecidos normais para radioterapia.
Abstract: In Brazil, cervical cancer is the second most common among women. Radiation therapy is part of its interdisciplinary management, playing an important role in their loco regional control. The major challenge of modern medicine in radiotherapy is to develop predictive methods that can determine the level of radiosensitivity of the patient and the healthy surrounding tissue in order to individualize the prescribed radiation dose, to prevent severe side effects and promoting better local tumor control. This study evaluated the acute and chronic adverse effects on the skin, lower gastrointestinal tract and urinary tract of radiotherapy in 47 cervical cancer patients. Methods and Materials: Biological material was collected and DNA from peripheral blood was extracted of all patients studied. The fragments of TP53 and ATM were amplified to be sequenced, to verify if there are any polymorphisms witch could be responsible to the radiosensitivity of the patients. Results and Discussion: In a univariate analysis, the variable age was strongly associated with a risk of acute toxicity skin (p=0,023). Patients that received a high dose of external beam radiation and patients who have undergone brachytherapy, showed a significantly higher incidence of chronic urinary tract toxicity (p=0,031) and (p=0,019), respectively. The exchange G>A in the position 5557 of the ATM gene was significantly associated with the risk of acute lower gastrointestinal tract (p=0,008). There wasn t association between the other TP53 polymorphisms analyzed and the frequency of side effects (p>0,05). Our data revealed that patients who evolved significant association presented death (p=0,019) with the increase of chronic skin radiossensitivity. Conclusions: These observations corroborate the importance of investigating the genetic profile to predict adverse side effects in cervical cancer patients undergoing radiotherapy. These genes have an important role in DNA repair pathways and probably are capable of modifying the responses of normal tissues to radiotherapy.
Palavras-chave: ATM, TP53, câncer do colo do útero, polimorfismos e radioterapia.
ATM, TP53, cancer, cervix, polymorphisms and radiotherapy.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Ciências Agrárias e Biológicas::Curso de Biologia Bacharelado
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Genética
Citação: Carvalho, Ana Terra Silva. O Papel dos Polimorfismos de Genes da Via de Reparo com a Radiotoxicidade em Pacientes com Câncer de Cólo Uterino. 2012. 93 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Genética) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4312
Data de defesa: 18-May-2012
Appears in Collections:Mestrado em Genética

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Terra Silva Carvalho.pdfTexto Completo3,68 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.