???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4323
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeitos de Arranjos Experimentais sobre a Sensibilidade/Insensibilidade a Esquemas de Reforçamento
Autor: Alvares, Sandra de Araújo 
Primeiro orientador: Simonassi, Lorismário Ernesto
Primeiro membro da banca: Neves, Sônia Maria Mello
Segundo membro da banca: Nalini, Lauro Eugênio
Resumo: Vários são os aspectos apontados como passíveis de influenciarem a sensibilidade de desempenhos humanos a esquemas de reforçamento. A fim de avaliar alguns desses aspectos, o presente estudo submeteu participantes à tarefa de tocar um círculo central que aparecia na tela do computador de acordo com um esquema de RF (Razão Fixa) ou DRL (Reforçamento Diferencial de Baixas Taxas). Cada esquema vigorava por três minutos; a troca entre eles não era sinalizada e nem instruída. Respostas corretas produziam pontos trocáveis por dinheiro. O Experimento 1 teve por objetivo verificar se o arranjo de conseqüências aversivas (perda de pontos) para comportamentos inconsistentes com o esquema em vigor resultaria em aumento da sensibilidade comportamental a tal esquema. Para tanto, seis participantes foram submetidos a quatro fases experimentais: A (RF 18), B (DRL 6 seg.), C (RF 18) e D (DRL 6 seg. + punição). Os resultados sugeriram que aspectos relacionados a um fortalecimento das contingências em vigor – representado no presente experimento pela inserção da punição na fase D – devem ser considerados como relevantes em uma discussão sobre sensibilidade/insensibilidade comportamental. O Experimento 2 objetivou verificar se a exposição prévia a uma condição que favorecesse o contato com o esquema em vigor seria suficiente para estabelecer responder adequado em uma fase posterior, com sinais claros de discriminação do esquema em vigor. Quatro participantes foram submetidos às seguintes fases experimentais: A (RF 18), B (DRL 6 seg.), C (RF 18), D (DRL 6 seg. + punição), E (RF 18) e F (DRL 6 seg.). Os resultados evidenciaram que os desempenhos sensíveis atingidos durante a fase D, mantiveram-se durante a fase F, demonstrando os efeitos da punição não só em gerar ou intensificar padrões sensíveis de desempenho aos esquemas programados, como também, em manter tais padrões em situações posteriores e similares.
Abstract: Various aspects are pointed out as possible influences on human sensibility to performance on reinforcement schedules. This study evaluates some of these aspects by submitting participants to a the task of touching a circle that appeared on a computed screen, according to a Fixed Ratio (FR) or a Low-rate Differential Reinforcement (LDR) reinforcement schedule. Each schedule was effective for three minutes and the change between them was neither signaled nor instructed. Correct responses produced points that could be exchanged for money. Experiment 1 verified if the arrangement of aversive consequences (loss of points) to behaviors inconsistent with the schedule would result in an increase in behavioral sensibility to this schedule. Six subjects were submitted to four experimental phases: A (FR 18), B (LDR 6 sec.), C (FR 18) and D (LDR 6 sec. + punishment). The results suggest that aspects pertaining to the strengthening of ongoing contingencies – here represented by the insertion of punishment in phase D – should be considered relevant in the discussion about behavioral sensibility/insensibility. Experiment 2 verified if the previous exposure to one condition that favors the contact with the ongoing schedule would be sufficient to establish adequate responding in a latter phase with clear signs of discrimination of the ongoing phase. Four participants ere submitted to the following phases: A (RF 18), B (LDR 6 sec.), C (FR 18), D (LDR 6 sec + punishment), E (FR 18) and F (LDR 6 sec.). Results show that the sensitive performances affected during phase D were sustained during phase F, showing that punishment not only generated sensitive performance patterns in relation to the programmed schedules, but also in maintaining such patterns in latter similar situations.
Palavras-chave: controle instrucional, desempenho, esquemas de reforçamento, insensibilidade, sensibilidade, punição.
instructional control, performance, reinforcement schedules, insensitivity, sensitivity, punishment.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Ciências Sociais e Saúde::Curso de Psicologia
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Psicologia
Citação: Alvares, Sandra de Araújo. Efeitos de Arranjos Experimentais sobre a Sensibilidade/Insensibilidade a Esquemas de Reforçamento. 2006. 112 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4323
Data de defesa: 27-Mar-2006
Appears in Collections:Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sandra de Araújo Álvares.pdfTexto Completo381,12 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.