???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4492
Tipo do documento: Dissertação
Título: Uma leitura pela memória: análise de "Apenas um violão", de Bernardo Élis
Título(s) alternativo(s): analysis of "Just a guitar", by Bernardo Élis
Autor: Gondim, Cassia Lemes 
Primeiro orientador: Teixeira, Átila Silva Arruda
Primeiro membro da banca: Reinato, Eduardo José
Segundo membro da banca: Silva, Rogério Max Canedo
Resumo: A relação entre História e Literatura pode ser considerada uma das primeiras comparações sobre diferentes sistemas de linguagem do mundo Ocidental. Em A poética clássica, Aristóteles nos apresenta que a tarefa do poeta não é dizer o que de fato aconteceu, mas o que é possível e poderia ter ocorrido segundo a verossimilhança e a realidade. Devido às intensas e qualificadas discussões já realizadas sobre os liames entre esses dois discursos, a presente exposição não pretende apenas abordar esse ponto, mas também acrescentar o caráter de apropriação e transcriação do discurso histórico pelo literário. Essa articulação é a tônica de diversos autores da Literatura Brasileira, dentre esses, Bernardo Élis. Destacamos na dissertação a novela "Apenas um violão", de 1984. Publicada mais de meio século depois da instauração da Pedra Fundamental que deu origem a Goiânia, destoando dos elogios fáceis que a empreitada de Pedro Ludovico, fundador da nova cidade, sempre recebeu, a narrativa de Élis focaliza a decadência enfrentada pela Cidade de Goiás que, naquele momento, deixou de ser a realização dos sonhos dos goianos que moravam lá para se transformar em uma cidade vazia. A antiga capital, ao perder a condição de sede do governo estadual, foi à ruína: prédios foram tomados por ratos, casarões imponentes foram abandonados, ruas inteiras ficaram despovoadas. Além disso, por ser um livro com caráter memorialista, no sentido de resgate da história pela memória, pode-se inferir que na configuração desse discurso literário, o próprio autor projetou-se na protagonista da novela, inserindo suas memórias sobre esse acontecimento histórico, guardadas por décadas e transformadas em forma e conteúdo de maneira onisciente, linear, mimética, aproveitando o coloquial regional goiano bem como a paisagem natural, com verismo realista. Nesse sentido, o processo de transcriação analisado nesta pesquisa movimenta-se da História, através do filtro da memória, para ser repensada esteticamente
Abstract: The relationship between history and literature can be considered one of the first comparisons of different language systems in the Western world.In Classical Poetics, Aristotle introduces us that the poet's task is not to say what actually happened, but what is possible and could have occurred according to likelihood and reality. Due to the intense and qualified discussions already made about the lines between these two discourses, the present exposition does not only intend to address this point, but also to add the appropriation and transcreation character of the historical discourse by the literary. This articulation is the keynote of several authors of the Brazilian Literature, among them, Bernardo Élis. We highlight in the dissertation the soap opera "Apenas um violão", 1984. Published more than half a century after the foundation stone that gave rise to Goiania, apart from the easy compliments that the endeavor of Pedro Ludovico, founder of the new city, always received, Élis's narrative focuses on the decay faced by the City of Goiás, which at that time ceased to be the fulfillment of the dreams of the brazillans from Goiás who lived there to become an empty city. The former capital, in losing its privileged state, went to ruin: buildings were taken by mouses, stately mansions were abandoned, entire streets were depopulated. Moreover, being a book with a memorial character, it can be inferred that in the configuration of this literary discourse, the author himself projected himself into the protagonist of the narrative, inserting his memories about this historical event, kept for decades and transformed into form and content. In an omniscient, linear, mimetic way, taking advantage of the colloquial language of Goiás as well as the natural landscape, with realistic description. In this sense, the transcreation process analyzed in this research moves from history, through the memory filter, to be aesthetically rethought
Palavras-chave: História. Literatura. Memória. Transcriação. Bernardo Élis
History. Literature. Memory. Transcreation. Bernardo Élis.
Área(s) do CNPq: Linguistica, Letras e Artes: Letras
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Formação de Professores e Humanidade::Curso de Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Letras
Citação: Gondim, Cassia Lemes. Uma leitura pela memória: análise de "Apenas um violão", de Bernardo Élis. 2020. 78 f. Dissertação( Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Letras) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4492
Data de defesa: 31-Mar-2020
Appears in Collections:Mestrado em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cassia Lemes Gondim.pdf1,72 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.