???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4528
Tipo do documento: Dissertação
Título: Aproximações e distanciamentos em A hora dos ruminantes, José J. Veiga e A revolução dos bichos, George Orwell
Título(s) alternativo(s): Approaches and distances in O hora dos ruminantes, José J. Veiga and The animal revolution, George Orwell
Autor: Almeida, Simone Maria de 
Primeiro orientador: Pinto, Divino José
Primeiro membro da banca: Rocha Filho, Ulysses
Segundo membro da banca: Lima, Maria de Fátima Gonçalves
Resumo: Investigam-se, neste trabalho, as relações de aproximações e os distanciamentos em A hora dos Ruminantes, de José J. Veiga e A revolução dos bichos, de George Orwell, partindo das concepções de alegoria, nas visões de Flávio Kothe, Carlos Ceia e Walter Benjamim considerando os sistemas romanesco e fílmico, passando pela literatura fantástica. Recorremos também a teóricos como: Tzvetan Todorov, Roland Barthes, Júlio Plaza, Lawrence Venuti, dentre outros. Desse modo, a pesquisa contribui para a fortuna crítica sobre estes dois autores, uma vez que, não obstante serem oriundos de realidades tão distintas e tenham produzidos seus textos a partir de motivações especificas estes, dialogam, tanto do ponto de vista temático quando em suas visões de mundo ou ainda e, principalmente, na escritura, como urdidura composicional. Este estudo comparatístico entre os dois textos, ricos em alegorias, possibilitará uma reflexão acerca das tensões e das mudanças que o mundo ocidental vem experimentando desde os anos de 1940 à atual situação mundial. Nossa atenção se volta para a construção alegórica dos personagens a partir do segundo capítulo que, verifica-se a ocorrência simultânea do fantástico e da alegoria, categorias que normalmente excluem uma à outra. Desse modo, veremos as interfaces entre formas de linguagem das obras acima citadas. Linguagens e interfaces adaptações cinematográficas demonstraremos, numa análise dos meios, a ação do veículo de comunicação. Não apenas voltada para um público específico como onipresente, veremos esta espécie de -televisores¿ como possíveis hipérboles orwellianas no que diz respeito à capacidade de formação ideológica de um público. E no terceiro capítulo mostraremos o ajuste de obras literárias para a cinematografia é uma das formas que vem diversificando um novo jeito de produção dos textos narrativos modernos. É uma marca da comunicação contemporânea, onde a maior influência vem dos avanços tecnológicos. A metodologia adotada dará centralidade à intersemiótica que, partindo do universo dos signos, poder-se-á compreender a magnitude das várias formas de manifestação desses sinais, dentro da narrativa. Por meio dessa análise, espera-se alcançar resultados que possam elucidar hipóteses que somente são plausíveis na esfera da linguagem artístico-literária; hipóteses que trazem à luz, na relação com a vida vivida, os mais diversos sentidos da vida criada, sentida
Abstract: In this paper, the relations of approximations and distances are investigated in A hora dos Ruminantes, by José J. Veiga and A revolution dos bichos, by George Orwell, based on the concepts of allegory, in the views of Flávio Kothe, Carlos Ceia and Walter Benjamim considering the romantic and filmic systems, passing through fantastic literature. We also use theorists such as: Tzvetan Todorov, Roland Barthes, Júlio Plaza, Lawrence Venuti, among others. In this way, the research contributes to the critical fortune about these two authors, since, despite being from such different realities and having produced their texts from specific motivations, they dialogue, both from the thematic point of view and in their worldviews or even and, mainly, in writing, as compositional warp. This comparative study between the two texts, rich in allegories, will allow a reflection on the tensions and changes that the western world has been experiencing since the 1940s to the current world situation. Our attention turns to the allegorical construction of the characters from the second chapter on, where the simultaneous occurrence of the fantastic and the allegory occurs, categories that normally exclude each other. In this way, we will see the interfaces between forms of language of the works mentioned above. Languages and interfaces cinematographic adaptations we will demonstrate, in an analysis of the means, the action of the communication vehicle. Not only focused on a specific audience, but also omnipresent, we will see this kind of -televisions¿ as possible Orwellian hyperboles with regard to the capacity of an audience's ideological formation. And in the third chapter, fantastic literature will give us, through the subtlety of its writing, a reality that provokes analytical and reflective self-knowledge where through the "stranger" we can discover its dimension and through the poetic reverie we come to understand how far the mind can create, dream and seek the hope that man, despite causing so many catastrophes, continues in search of his lost humanity that characterizes faith in humanity itself. The adopted methodology will give centrality to the intersemiotic that, starting from the universe of signs, it will be possible to understand the magnitude of the various forms of manifestation of these signs, within the narrative. Through this analysis, we hope to achieve results that can elucidate hypotheses that are only plausible in the sphere of artistic-literary language; hypotheses that bring to light, in relation to the lived life, the most diverse meanings of the created, felt life
Palavras-chave: Literatura. Crítica. Intersemiótica. Alegoria. Tradução
Literature. Criticism. Intersemiotic. Allegory. Translation.
Área(s) do CNPq: Linguistica, Letras e Artes: Letras
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Formação de Professores e Humanidade::Curso de Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Letras
Citação: Almeida, Simone Maria de. Aproximações e distanciamentos em A hora dos ruminantes, José J. Veiga e A revolução dos bichos, George Orwell. 2020. 84 f. Dissertação( Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Letras) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4528
Data de defesa: 26-Jun-2020
Appears in Collections:Mestrado em Letras
Mestrado em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Simone Maria de Almeida.pdf1,51 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.