???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4635
Tipo do documento: Dissertação
Título: Escrituração na escrita em Clarice Lispector: a linguagem do ser
Título(s) alternativo(s): Bookkeeping in writing in Clarice Lispector: the language of being
Autor: Leão, Edna Gomes de Sousa 
Primeiro orientador: Rodrigues, Maria Aparecida
Primeiro membro da banca: Vedoin, Gilson
Segundo membro da banca: Pinto, Divino José
Resumo: O presente estudo tem como objetivo analisar as questões que fundamentam os problemas ontológico apresentado na literatura através da linguagem que o desvela. Trata de escrituras que figuram a experiência-limite entre o ser e o não-ser, o humano e o inumano sendo para si, para o outro e para a morte, como reverbera Martin Heidegger, somada a teoria do existencialismo de Jean-Paul Sartre. A linguagem é apresentada como a maior arma destas obras literárias, embasadas nas teorias de Roland Barthes e Charles S. Pierce, entre outros. De modo que, as narrativas centram-se nas questões de ordem ontológicas, porém, não dissociadas da vivência comum revelando as nuanças da cultura-mundo, recriando aspectos da vivência da condição humana e, principalmente, das discussões estéticas. São, entretanto, narrativas de cunho filosóficas e artísticas em ruptura com o modus operandi das narrativas tradicionais. Nas entrelinhas do texto desvela a força de um sistema social burocrático, autoritário e violento e no todo das obras a potência de fazer eclodir essa dominação que sugere a contrapartida das Vontades, teoria de Schopenhauer em O Mundo como Vontade e Representação, como inerentes ao ser humano
Abstract: The present study aims to analyze the questions that underlie the ontological problems presented in the literature through the language that reveals it. It deals with writings that figure the experience - the limit between being and non-being, human and inhuman being for oneself, for the other and for death, as Martin Heidegger reverberates added the theories of existentialism from Jean-Paul Sartre. Language is presented as the greatest weapon of these literary works, based on the theories of Roland Barthes and Charles S. Pierce, among others. So, the narratives focus on ontological issues, however, not dissociated from the common experience, revealing the nuances of the world-culture, recreating aspects of the experience of the human condition and, mainly, of the aesthetic discussions. However, they are narratives of a philosophical and artistic nature that break with the modus operandi of traditional narratives. Between the lines of the text, the strength of a bureaucratic, authoritarian and violent social system is revealed, and in the whole of the works, the power to bring about this domination that suggests the counterpart of Wills, Schopenhauer's theory in The World as Will and Representation, as inherent to being human
Palavras-chave: Escritura – Linguagem – Ser-No-Mundo – Desvelamento
Scripture – Language – Be-In-World – Unveiling
Área(s) do CNPq: Linguistica, Letras e Artes: Letras
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Formação de Professores e Humanidade::Curso de Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Letras
Citação: Leão, Edna Gomes de Sousa. Escrituração na escrita em Clarice Lispector: a linguagem do ser. 2021. 77 fl. Dissertação( Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Letras) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4635
Data de defesa: 24-Feb-2021
Appears in Collections:Mestrado em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Edna Gomes de Sousa Leão.pdf706,78 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.