???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4647
Tipo do documento: Dissertação
Título: Condições socioambientais de suprimento de água, instalações sanitárias e higienização das mãos em domicílios urbanos de Bissau, Guiné Bissau
Título(s) alternativo(s): Socio-environmental conditions of water supply, sanitary facilities and hand hygiene in urban households in Bissau, Guinea Bissau
Autor: Tcham, Maimuna 
Primeiro orientador: Vila, Vanessa da Silva Carvalho
Primeiro coorientador: Souza, Adenicia Custódia Silva e
Primeiro membro da banca: Vitorino, Priscila Oliveira Valverde
Segundo membro da banca: Moraes, Katarinne Lima
Resumo: O acesso à água potável, o adequado saneamento e a higiene são pilares para a saúde e o bem-estar humano, reconhecidos como indicadores de uma sociedade mais forte, saudável e equitativa. Entretanto, estimativas mostram que muitas pessoas que vivem em países da África Subsaariana, entre esses Guiné-Bissau, vivenciam a falta de provimento de água potável e precário acesso a serviços de saneamento e higiene. Se mantidas essas condições, essas pessoas continuarão expostas a elevados riscos de adoecimento e morte. O presente estudo objetivou descrever as condições socioambientais de suprimento de água, instalações sanitárias e práticas de higienização das mãos em domicílios urbanos de Bissau, Guiné Bissau, África. Trata-se de estudo transversal, realizado por meio de um inquérito investigativo em 300 domicílios do bairro de Cuntum Madina, Bissau, entre os meses de setembro e dezembro de 2019. Foram realizadas entrevistas estruturadas e observações diretas para posterior análise estatística descritiva. A maioria dos participantes era do sexo feminino (76%), com idade entre 18-35 anos (76,3%), alfabetizados (83%), companheiras (os) do chefe da casa (44,9%). A maior parte (58%) vivia em residências próprias, com mais de um morador por cômodo (53,7%). Prevaleceu suprimento de água fornecido por meio canalizado, no entanto somente 7% dentro da própria casa. Mulheres adultas (59%) eram as principais responsáveis pela captação de água no quintal (87%) e na vizinhança (63%). A maioria relatou tempo inferior a 30 minutos para esta tarefa. Predominou o emprego de métodos inadequados como filtro de pano (52%) para tratamento da água para consumo. A maior parte (53,9%) compartilhava latrina com outras famílias, 84,3% com menos de cinco famílias e 12,6% com seis a dez famílias. Os principais problemas encontrados no uso desse dispositivo foram mau cheiro (59,5 %) e presença de moscas (58,8%). A limpeza da latrina ocorreu em 59,9% dos domicílios, com frequência de uma vez ao dia. Quanto às condições para higienização das mãos verificou-se baixa proporção de domicílios com acesso à estação designada para este fim (3,0%). A maioria dos participantes lavava as mãos antes de comer (82,3%) e utilizava água e sabão (79,5%), mas apenas um terço lavava as mãos após a defecação. Os métodos mais usados para secagem das mãos foram "deixar secar (ar livre)" (53,7%) e secar na roupa (34,7%). O retrato das condições socioambientais evidenciam infraestrutura de suprimento de água, instalações sanitárias e práticas de lavagem das mãos deficitárias, o que constituem importantes indicadores para o planejamento de ações em saúde em prol da prevenção de doenças infectocontagiosas facilmente preveníeis com medidas de infraestrutura aliadas a educação em saúde, impactando na redução das iniquidades em saúde da população residente nesse país
Abstract: Access to drinking water, adequate sanitation, and hygiene are pillars for human health and well-being, recognized as indicators of a stronger, healthier, and more equitable society. However, estimates show that many people living in sub-Saharan African countries, including those in Guinea-Bissau, experience a lack of drinking water and poor access to sanitation and hygiene services. If these conditions are maintained, they exposed to high risks of illness and death. The present study aimed to describe socio-environmental conditions for water supply, sanitary facilities, and hand hygiene in urban households Bissau, Guinea Bissau, Africa. A cross-sectional study carried out using an investigative survey in 300 households in the Cuntum Madina neighborhood, Bissau, between September and December 2019. Structured interviews, direct observations, and descriptive statistical analyses carried out. Most participants were female (76%), aged between 18-35 years (76.3%), literate (83%), companions (heads) of the head of the household (44.9%). Most (58%) lived in their own homes, with more than one resident per room (53.7%). Prevailed water supply provided through the pipeline, however only 7% inside the house. Adult women (59%) were primarily responsible for water withdrawal in the yard (87%) and in the neighborhood (63%). Most reported less than 30 minutes for this task. The use of inappropriate methods for the treatment of drinking water predominated, mainly the cloth filter (52%). Most (53.9%) shared a latrine with other families, 84.3% with fewer than five families, and 12.6% with six to ten families. The main problems were bad smell (59.5%) and flies (58.8%) in the latrine. Cleaning of the latrine occurred in 59.9% of households, often once a day. There was a low proportion of households with access to the designated handwashing station (3.0%). Most participants washed their hands before eating (82.3%) and used soap and water (79.5%), but only a third washed their hands after defecation. The most used methods for drying hands were "letting it dry (outdoors)" (53.7%) and drying on clothes (34.7%). Socio-environmental conditions show water supply infrastructure, sanitary facilities, and handwashing practices in deficit and represent indicators for the planning actions to prevent health inequities in the population living in that country
Palavras-chave: Água; Abastecimento de Água; Água Potável; Toaletes; Higiene das Mãos; Promoção da Saúde
Water; Water Supply; Drinking Water; Toilet Facilities; Hand Hygiene; Health Promotion
Área(s) do CNPq: Ciências da Saúde
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Ciências Médicas, Famacêuticas e Biomédicas::Curso de Biomedicina
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Atenção à Saúde
Citação: Tcham, Maimuna. Condições socioambientais de suprimento de água, instalações sanitárias e higienização das mãos em domicílios urbanos de Bissau, Guiné Bissau. 2020. 177 fl. Dissertação( Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Atenção à Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4647
Data de defesa: 27-Aug-2020
Appears in Collections:Mestrado em Atenção à Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maimuna Tcham.pdf3,15 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.