???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4657
Tipo do documento: Dissertação
Título: O gênero crônica sob a perspectiva transcriativa de Belkiss Spenzieri Carneiro de Mendonça: uma análise de "Andanças no tempo"
Título(s) alternativo(s): The chronicle genre from the transactive perspective of Belkiss Spenzieri Carneiro de Mendonça: an analysis of "Andanças no Tempo"
Autor: Mendonça, Simone Carneiro de 
Primeiro orientador: Teixeira, Átila Silva Arruda
Primeiro membro da banca: Santos, Leila Borges Dias
Segundo membro da banca: Pinto, Divino José
Resumo: A pesquisa, ora em andamento, tem como objetivo fazer um inventário sobre o gênero literário crônica, levantar as convergências e divergências entre vários teóricos e críticos literários, levando em conta seu histórico no Brasil e em Goiás, e a produção desse gênero no Estado na segunda metade do século XX, com destaque para a pianista Belkiss Spenzieri Carneiro de Mendonça. Em um primeiro momento, será observado e buscará entender o porquê desse gênero ser pouco estudado nas universidades e escolas em geral, além de haver poucos escritores que se firmaram como cronistas, ao menos preponderantemente. Vários autores relevantes da nossa história literária produziram crônicas, mas suas obras se concentram, tanto no aspecto qualitativo como no quantitativo, em outros gêneros. No segundo capítulo, discute-se a transcriação como linha de pesquisa e como ela pode permitir um diálogo entre a memória e o cotidiano, intersignificando o passado e presente dentro do texto cronístico. O aporte teórico passa desde os textos de Haroldo de Campos, precursor da transcriação, até João Carlos Tedesco, sobre a relação entre história e memória. No terceiro capítulo, faz-se a análise de crônicas, especificamente oito textos escolhidos do livro Andanças no tempo de Belkiss Spenzieri Carneiro de Mendonça, fazendo um diálogo entre outros dois escritores goianos, Bernardo Élis e Marietta Telles Machado, em seus respectivos livros. A metodologia deste estudo será predominante pela pesquisa bibliográfica. Esta pesquisa utilizará alguns teóricos e críticos extensamente como Nelson Werneck Sodré, José Guilherme Merchior, Carlos Nejar, Antonio Candido, Luiz Roncari, Massaud Moisés, Davi Arrigucci, Afrânio Coutinho, Hênio Tavares, Alfredo Bosi e outros
Abstract: This research aims an inventory of the literary genre chronicle and attempts to have different points of views from some theorists and literature critics. Next, there is a point in checking the historical evolution in Brazil of this gender, especially in the State of Goiás, and how its production worked in the middle of the twentieth century in the State. Last, but not least, elightens the name of the pianist, writer and artist Belkiss Spenzieri Carneiro de Mendonça. First of all, on chapter one there is a concern why this genre is so less studied at the Universities and schools as a whole. And that point brings us to the reasoning why there are so few writers that dedicate their lives to the chronicles instead, they consolidate their names in the other genres of literature such as the novels, short-stories and poetry. On chapter two, the focus is on the Transcriation theory as the fine line of the research and its intersignification between the past and present times and how it permits a dialogue between the memory and the daily life, topics very well discussed in the chronicles. The authors studied of the research remains on the texts of Haroldo de Campos, the transcriation precussor and also João Carlos Tedesco who talks about the relation between history and memory. On chapter three, there is an analysis from eight chronicles from the book Andanças no Tempo by Belkiss Spenzieri Carneiro de Mendonça in which dialogues with other goiano's writers such as Bernardo Élis and Marietta Telles Machado in their respective books. The methodology would be concentrated in the book reading. For this research some critics and theorists would have been studied such as Nelson Werneck Sodré, José Guilherme Merchior, Carlos Nejar, Antonio Candido, Luiz Roncari, Massaud Moisés, Davi Arrigucci, Afrânio Coutinho, Hênio Tavares, Alfredo Bosi among others. As a result, this dissertation searches for: making an inventory of this gender, showing its historical evolution, but more important analyzing and divulguing the chronicles in Goiás, specially from the book Andanças no tempo by Belkiss Spenzieri Carneiro de Mendonça revealing how important this is for the Literature and Critics field and also bringing up the importance of a great, mutifaceted reader, musician, writer and artist from our society
Palavras-chave: Belkiss Spenzieri Carneiro de Mendonça. Crônica. Transcriação. Diálogo
Belkiss Spenzieri Carneiro de Mendonça. Chronicles. Transcriation. Dialogues
Área(s) do CNPq: Linguística, Letras e Artes: Letras
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Formação de Professores e Humanidade::Curso de Letras
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Letras
Citação: Mendonça, Simone Carneiro de. O gênero crônica sob a perspectiva transcriativa de Belkiss Spenzieri Carneiro de Mendonça: uma análise de "Andanças no tempo". 2021. 122 fl. Dissertação( Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Letras) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4657
Data de defesa: 21-Mar-2021
Appears in Collections:Mestrado em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Simone Carneiro de Mendonça.pdf1 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.