???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4678
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação da autoeficácia para amamentação e seus fatores associados em puérperas atendidas na rede pública
Título(s) alternativo(s): Assessment of breastfeeding self-efficacy and its associated factors in postpartum women attended in the public network
Autor: Pinto, Sebastião Leite 
Primeiro orientador: Almeida, Rogério José de
Primeiro coorientador: Silva, Antonio Márcio Teodoro Cordeiro
Primeiro membro da banca: Cordeiro, Jacqueline Andréia Bernardes Leão
Segundo membro da banca: Borges, Leonardo Luiz
Resumo: Avaliar autoeficácia para amamentação e seus fatores associados em puérperas da rede pública. Métodos: Trata-se de um estudo transversal analítico com abordagem quantitativa. A presente pesquisa foi realizada por meio de questionários (sociodemográfico e versão brasileira da Breastfeeding Self-Efficacy Scale ¿ Short Form (BSES-SF) aplicados às puérperas em ambulatório de acompanhamento puerperal de duas maternidades públicas da cidade de Goiânia/GO, no período de agosto a outubro de 2019. As participantes da presente pesquisa foram as mães que estavam indo à primeira consulta de retorno ambulatorial após o parto. Resultados: Foram entrevistadas 128 puérperas. A média das idades das pacientes foi de 26,7 (±5,9) anos, com a idade mínima de 18 anos e a máxima de 41 anos. Em sua maioria, estudaram até o ensino médio (65,6%), eram casadas/união estável (80,5%), não estavam trabalhando no momento da entrevista (64,8%) e eram puérperas pela primeira vez (44,5%). Os níveis de autoeficácia foram altos (95,3%), com significância ligada às variáveis: experiência em amamentar (p=0,0312), não ter recebido informações sobre aleitamento materno durante a gravidez (p=0,0292), não ter recebido outro leite na maternidade (p=0,0380), não sentir dor ao amamentar (p=0,0242), estar amamentando sob livre demanda (p=0,0124), presença de ingurgitamento mamário (p=0,0207), apresentar mamilos protrusos (p=0,0427). Conclusão: A BSES-SF se mostrou adequada para avaliar a autoeficácia em amamentação no grupo em estudo, bem como, evidenciou fatores de risco para o desmame precoce, fornecendo informações para capacitação de profissionais e estruturação de ações e intervenções nos processos de trabalho dos serviços, visando a prevenção destes fatores de risco
Abstract: Objective: to evaluate self-efficacy for breastfeeding and its associated factors in postpartum women in the public network health. Methods: this is a cross-sectional analytical study with a quantitative approach. This research was carried out through questionnaires (sociodemographic and Brazilian version of the Breastfeeding SelfEfficacy Scale - Short Form (BSES-SF) applied to the puerperal women in a postpartum follow-up clinic of two public maternity hospitals in Goiânia, Goiás, Brazil, in the period of August 2019 to October 2019. Participants in this study were mothers who were attending their first outpatient return visit after delivery. Results: 128 puerperal women were interviewed. The mean age of the patients was 26.7 (+ - 5.9) years, with a minimum age of 18 years and a maximum of 41 years. most of them studied until high school (65.6%), were married or in a stable relationship (80.5%), were not working at the time of the interview (64.8%) and were puerperal for the first time (44.5%). the levels of self-efficacy were high (95.3%), with significance linked to the variables: experience in breastfeeding (p = 0.0312), not having received information on breastfeeding during pregnancy (p = 0.0292), not having received other milk at the maternity hospital (p = 0.0380), not feeling pain while breastfeeding (p = 0.0242), being breastfeeding on demand (p = 0.0124), presence of breast engorgement (p = 0.0207), presenting protruding nipples (p = 0.0427). Conclusion: the BSES-SF proved to be adequate to assess breastfeeding self-efficacy in the study group, as well as showing risk factors for early weaning, providing information for training professionals and structuring of actions and interventions in the work processes of the services, aiming at the prevention of these risk factors
Palavras-chave: Aleitamento materno, Autoeficácia, Desmame
Breast Feeding, Self-Efficacy, Weaning
Área(s) do CNPq: Ciências da Saúde
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Ciências Médicas, Famacêuticas e Biomédicas::Curso de Biomedicina
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Ciências Ambientais e Saúde
Citação: Pinto, Sebastião Leite. Avaliação da autoeficácia para amamentação e seus fatores associados em puérperas atendidas na rede pública. 2020. 75 fl. Dissertação( Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Ciências Ambientais e Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4678
Data de defesa: 12-Mar-2020
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde
Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sebastião Leite Pinto.pdf3,82 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.