???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4711
Tipo do documento: Dissertação
Título: Precarização das condições de trabalho docente na educação pública: análise à luz da teoria crítica frankfurtiana, barbarização e resistência
Título(s) alternativo(s): Precariousness of teaching working conditions in public education: analysis in the light of Frankfurt's critical theory, barbarization and resistance
Autor: Mendes, Nelma Roberto Gonçalves 
Primeiro orientador: Scarel, Estelamaris Brant
Primeiro membro da banca: Scarel, Estelamaris Brant
Segundo membro da banca: Costa, Cristiano Aparecido da
Terceiro membro da banca: Baldino, José Maria
Resumo: Esta pesquisa, de natureza teórica, está vinculada à Linha de Pesquisa "Educação, Sociedade e Cultura" do Programa de Pós-graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PPGE/GO). Discute acerca do seguinte tema: Precarização das Condições de Trabalho Docente na Educação Pública: análise à luz da Teoria Crítica frankfurtiana - barbarização e resistência. Para tanto, tem como objetivo investigar a precarização do Trabalho Docente assim como os principais desafios postos para a Educação Pública, buscando apontar a necessidade da realização de alguns enfrentamentos na contemporaneidade. Com isso, parte do exame das condições do trabalho docente a partir da emergência do Neoliberalismo e da Globalização da economia no Brasil, fenômenos que trouxeram implicações na função social da escola, consequentemente, levando à necessidade de se fazer a autorreflexão crítica com vistas à resistência às imposições trazidas por essa ideologia às sociedades atuais e à educação tendo como referência a Teoria Crítica frankfurtiana. A partir disso, analisa no contexto atual, à luz dos efeitos da Indústria Cultural, o poder de dominação exercido sobre os sujeitos, uma vez que estão condicionados a um sistema que controla intencionalmente sua vontade e seu tempo, procurando detectar alguns aspectos que interferem e impactam na formação e atuação docente. Por fim, o trabalho aponta a necessidade de se assumir uma postura de autocrítica e confronto à realidade da educação atual no sentido de resistência à ideologia neoliberal e à barbarização do trabalho docente, não ignorando, acima de tudo, a preparação do sujeito para se orientar nesse modelo de mundo de maneira consciente, autônoma e crítica. E concluindo, a pesquisa deduz que há a possibilidade de os professores refletirem sobre o seu trabalho, sobre as condições e formas que o mesmo acontece, afinal a partir da autorreflexão crítica, somos constantemente tensionados, na condição de educadores, a combater o processo de barbarização na educação em prol da emancipação dos sujeitos
Abstract: This research of theorical nature is linked to "Education, Society and Culture" research line, from the Program of Graduate Student in Education of Pontifical Catholic University of Goiás (PPGE/GO). Discuss about: Precarious Working Conditions of Teachers in Public Education: analysis in the light of Frankfurt`s Critical Theory - barbarization and resistance. Therefore, it aims to investigate the precariousness of the Teaching Work as well the main challenges posed to Public Education, seeking to point out the need for some confrontations in contemporaneity. Thereby, part of the exam of teaching work conditions from the emergency of Neoliberalism and the Globalization of the Brazilian economy, phenomena that had implications for the social function of the school, consequently, leading to the need for critical self-reflection with a view to resisting the impositions brought by this ideology to current societies and to education based on the Frankfurt Critical Theory. Based on that, it analyzes the current context, in light of the Frankfurt cultural industry effects, the power of domination exercised over people, since they are conditioned to a system that intentionally controls their will and their time, seeking to detect some aspects that interfere and impact on teacher training and performance. Finally, the work points out the need to assume a posture of self-criticism and confront the reality of current education in the sense of resistance to neoliberal ideology and the barbarization of teaching work, not ignoring, above all, the preparation of the person to guide himself in this model of the world in a conscious, autonomous and critical way. And in conclusion, the research deduces that there`s a possibility for teachers to reflect on their work, on the conditions and ways in which it happens, after all, based on critical self-reflection, we`re constantly pressured, as educators, to fight the process of barbarization in education for the emancipation of the individuals
Palavras-chave: Educação Pública. Precarização. Docência. Teoria Crítica frankfurtiana. Resistência
Public Education. Precarious. Teaching. Frankfurt Critical Theory. Resistance
Área(s) do CNPq: Ciencias Humanas: Educação
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Formação de Professores e Humanidade::Curso de Pedagogia
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Educação
Citação: Mendes, Nelma Roberto Gonçalves. Precarização das condições de trabalho docente na educação pública: análise à luz da teoria crítica frankfurtiana, barbarização e resistência. 2021. 109 fl. Dissertação( Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4711
Data de defesa: 30-Aug-2021
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Nelma Roberto Gonçalves Mendes.pdf976,85 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.