???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/799
Tipo do documento: Dissertação
Título: INCLUSÃO SOCIAL PREVISTA EXCLUSÃO INEVITÁVEL: Saúde, pureza e santidade no contexto do Levítico 13 e 14
Título(s) alternativo(s): Expected social inclusion, inevitable exclusion Health, purity and holiness in the context of Leviticus 13 and 14.
Autor: Cardoso, Leonardo Mendes 
Primeiro orientador: Silva, Valmor da
Resumo: As condições desfavoráveis vividas pela comunidade judaica do pós-exílio impunham a necessidade da adoção de leis rígidas de controle higiênico e sanitário, capazes de permitir a sobrevivência daquele grupo. O livro do Levítico, em seus capítulos 13 e 14, constituía-se num verdadeiro tratado de medicina preventiva e o seguimento das normas ali contidas envolvia questões profundas referentes a um conjunto de doenças de pele, conhecidas pelo termo hebraico tsara at. Tal doença, conforme o entendimento daquelas pessoas, provinha da transgressão das leis mosaicas e era capaz de afetar tanto os seres humanos como também suas vestes e habitações. Da quebra deste estado de pureza, responsável pelo acometimento por alguma forma de tsara at, decorria a imposição de um isolamento do indivíduo afetado, configurando-se tal medida como excludente social. No entanto, tal exclusão não se revestia de uma intencionalidade, sobretudo porque eram tentados, ao máximo, todos os meios capazes de permitir a restauração daquele estado inicial de pureza. Por outro lado, mesmo na atualidade, com o advento das mais modernas técnicas de terapia médica, ainda se faz inevitável o isolamento ocasional dos portadores de algumas doenças infecto-contagiosas, sem o qual, inúmeras vítimas inocentes poderiam sofrer com a disseminação destas patologias. A confusão decorrente da leitura dos textos do Lv 13 e 14, através das diversas traduções onde o termo grego lepra é usado em lugar de tsara at, provém da manutenção deste primeiro, cuja origem denota igualmente ao segundo um conjunto de moléstias cutâneas inespecíficas, para denominar outra doença que na atualidade se conhece pelo nome de Mal de Hansen ou hanseníase, cuja etiologia é bastante conhecida e cujo caráter altamente transmissível e deformante em alguns casos e quando não devidamente tratados, configura-se como estigmatizante e, portanto, impositora de uma exclusão social devido ao preconceito que gera entre as pessoas menos esclarecidas.
Abstract: The bad living conditions of the jewish community, in the postexilic period, created the necessity of tough laws to control hygiene and sanitary habits, wich could keep the survival of that group. The Leviticus, in this chapter 13 and 14, was a real preventive medical treaty and their procedures envolved deep questions wich referred to a group of skin disorders known by the hebrew term tsara at. According to the people of that time, such disease came from the transgression of the Mosaic laws and could afecct either human beings or their clouthing or houses. From the break of this state of purity, they believed one would be struck sick by some kind of tsara at. There was the imposition of an isolation for those with the disease, what can be called as social exclusion. Such exclusion, however, was not intentional because they were tempted to the maximum to go back to the initial state of purity. On the other hand, even nowadays, with breakthroughs in medical therapy techniques, the occasional isolation of some patients with infecto-contagious diseases is still inevitable. Due to the fact that, without this isolation, inumerous other inocent victims could suffer with the dissemination of these patologies. The confusion aroused by the reading of the Lv 13-14, through several translations, where the term lepra substitutes for the original tsara at, comes from the maintainance of the first, wich its greek origin denotes to the second a group of unspecified skin disorder. This is to name another disease that nowadays is known by the name of leprosy and its ethiology is well known and wich character is highly contagious and deforming and, in some cases, when not duly treated, becomes a stigma and therefore demands a social exclusion due to the prejudice from those who are ignorant about the problem.
Palavras-chave: LEVÍTICO
ANTIGO TESTAMENTO
JUDAÍSMO
BENT HANSEN
ISRAEL
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Ciências da Religião
Citação: CARDOSO, Leonardo Mendes. Expected social inclusion, inevitable exclusion Health, purity and holiness in the context of Leviticus 13 and 14.. 2001. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2001.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/799
Data de defesa: 1-Aug-2001
Appears in Collections:Mestrado em Ciências da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Leonardo Mendes Cardoso.pdf496,45 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.