???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4187
Tipo do documento: Dissertação
Título: A Construção e a Transformação da Paisagem de Campinas: de Cidade a Bairro de Goiânia
Autor: Lopes, Rosângela Deolinda Ribas 
Primeiro orientador: Boaventura, Deusa Maria Rodrigues
Primeiro membro da banca: Oliveira, Adriana Mara Vaz de
Segundo membro da banca: Moraes, Lúcia Maria
Resumo: Esta pesquisa visa compreender a paisagem de Campinas, arraial fundado em 1810 e transformado em bairro de Goiânia em 1935, e que, por isso, carrega a história peculiar de ter sido cidade antes de se tornar bairro. Como o estudo da paisagem se deu em um contexto histórico-social, a pesquisa adotou como base teórica na geografia cultural e humana, que estuda a paisagem pela ação do homem no espaço. Buscou compreender os conceitos da paisagem e traçar a trajetória histórica da construção de Campinas desde a sua fundação, em 1810, até 1980. Para tanto, foram reunidos documentos, recortes de jornais, mapas, decretos, fotos, pesquisados no Instituto Histórico e Geográfico de Goiás, Biblioteca Estadual de Goiás Escritor Pio Vargas, Museu da Imagem e do Som de Goiás, além do Centro de Documentação e Biblioteca da Secretaria Municipal de Planejamento, fotos dos arquivos de Hélio de Oliveira e apontamentos da Igreja, dos escritores viajantes do século XIX, e relatos de escritores campineiros, que apontaram os principais marcos históricos construtores da paisagem e também quando, por eles, se inicia a compressão da construção dessa paisagem de Campinas. Também foram feitos levantamentos de campo mediante leituras da paisagem atual do bairro para comparação entre a história e a atualidade. O trabalho se efetiva em dois recortes temporais: o primeiro sobre a “História da construção da paisagem urbana do arraial de Campinas” (1810-1935), que observou as transformações da paisagem quanto ao seu aspecto material, isto é, pelas edificações, e quanto ao seu aspecto imaterial, destacando a construção do acúmulo cultural de hábitos e costumes do cotidiano, que construíram e constroem o jeito de ser do campineiro. Distinguiu o importante papel da Igreja, dos padres e freiras alemães, respectivamente redentoristas e franciscanas, antes e depois de o arraial se tornar cidade em 1907; o segundo recorte diz da “Construção da paisagem de Campinas como bairro de Goiânia” (1935 a 1980), atentando, sobretudo, para as transformações que ocorreram na paisagem a partir de 1935, época em que o território campinense foi escolhido para a construção da nova capital do Estado de Goiás e que a cidade de Campinas se tornou bairro de Goiânia. Nesse movimento, aparecem muitas alterações físicas na paisagem, como as edificações construídas sob a influência do art déco usado em Goiânia e, durante o processo de construção da nova capital, a chegada a Campinas de um grande contingente de imigrantes estrangeiros e brasileiros de outros estados que, oportunamente, aproveitaram a carência de materiais ocasionada pela demanda da construção e se estabeleceram no comércio, que já era da vocação do campineiro. Por essa composição, a atividade ganhou força e se expandiu, culminando na metamorfose da paisagem pela atração de muitas outras lojas comerciais para o seu espaço. Em 1980, a configuração de sua paisagem se consolida e se apresenta como nos dias de hoje, embora dicotômica entre a paisagem da memória dos antigos moradores e a paisagem atual, numa configuração problemática e conturbada.
Abstract: This research aims to understand the landscape of meadows, camp founded in 1810 and turned into a district of Goiânia in 1935, and therefore carries the peculiar history of being city before becoming neighborhood. As the study of landscape in a historical context, the research adopted as theoretical basis in cultural and human geography, which studies the landscape by the action of man in space. Sought to understand the concepts of landscape and trace the historical trajectory of Campinas from your Foundation, in 1810, to the present. To do so, were gathered documents, newspaper clippings, maps, decrees, photos, searched in the Instituto Histórico e Geográfico de Goiás, Goiás State Library Writer Pio Vargas, Museum of image and sound of Goiás, in addition to the documentation centre and Library of the Municipal planning, pictures of helium files and notes of the Church, the 19th-century travelers, writers and writing reports campineiros writers, who pointed out the major landmarks and scenery builders also if, for them, the compression of the construction of the landscape. Field surveys were also made through readings of current landscape of the neighborhood for comparison between history and the present. The work becomes effective in two temporal clippings: the first on the history of the construction of the urban landscape of arraial de Campinas "(1810-1935), who observed the landscape transformations as to your material aspect, that is, the buildings, and about your immaterial aspect, highlighting the construction of cultural accumulation of habits and custo of everyday life which built and build the way to be the campineiro. Distinguished the important role the Church, the German priests and nuns, respectively and Franciscan Redemptorists, before and after the Festival to become city in 1907; the second cut of "Landscape Construction of Campinas as a subdivision in Goiânia" (1935 to 1980), considering, in particular, to the transformations that have occurred in the landscape from 1935, when campinense territory was chosen for the construction of the new capital of the State of Goiás and Campinas city became district of Goiânia. In this movement, many physical changes in the landscape, as the buildings built under the influence of the art deco used in Goiânia and, during the process of construction of the new capital, arrival at Campinas to a large contingent of immigrants foreigners and Brazilians from other States that, in due course, have taken advantage of the lack of materials caused by the demand of construction and settled on the trade, which was already the vocation of campineiro. For this composition, the activity has gained strength and expanded, culminating in the metamorphosis of the landscape by the attraction of many other commercial shops for your space. In 1980, the configuration of your landscape consolidates and presents as nowadays, although between the dichotomous landscape of memory of the old inhabitants and the current landscape, on a Setup problems and troubled.
Palavras-chave: Cidade, Bairro, Goiânia/Campinas, Paisagem, Construção e transformação.
City, Beighborhood, Goiânia/Campinas, Landscape, Construction and transformation.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Sigla da instituição: PUC Goiás
Departamento: Escola de Gestão e Negócios::Curso de Ciências Econômicas
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Desenvolvimento e Planejamento Territorial
Citação: Lopes, Rosângela Deolinda Ribas. A Construção e a Transformação da Paisagem de Campinas: de Cidade a Bairro de Goiânia. 2019. 126 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Desenvolvimento e Planejamento Territorial) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.pucgoias.edu.br:8080/handle/tede/4187
Data de defesa: 13-Mar-2019
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento e Planejamento Territorial

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rosângela Deolinda Ribas Lopes.pdfTexto Completo6,56 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.